Formas Eficazes de Prevenir e Tratar Estrias

Se você sofre com essas indesejadas marquinhas na pele e está em busca de formas eficazes prevenir e tratar estrias, este post é para você!

Alguns tratamentos para estrias são bastante eficazes e podem melhorar a aparência das estrias. Neste post separamos alguns procedimentos considerados os mais efetivos.

O que é estria

Estrias são marcas causadas pelo rompimento de fibras de colágeno e elastina que sustentam a pele. Alterações hormonais, rápido crescimento na puberdade, ganho de peso excessivo e aumento rápido de massa muscular são os principais motivos que acabam provocando essas marcas que tanto incomodam, principalmente as mulheres.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), estria é uma atrofia tegumentar adquirida, ou seja, é uma “cicatriz” formada pelo rompimento das fibras elásticas e colágenas, que são as responsáveis por conferir a firmeza da pele. 

A estria tem caráter unicamente estético. Não é uma doença e não oferece nenhum risco para a saúde, portanto, não tem “cura”. Mas mesmo não sendo possível eliminá-las completamente, é possível amenizar ou disfarçar sua aparência. 

As estrias podem ocorrer em homens e em mulheres, mas são as mulheres que apresentam uma maior predisposição e sofrem mais com essas marcas indesejadas.

As estrias ocorrem nas áreas em que há uma distensão excessiva ou abrupta da pele. Apesar de poder surgir em qualquer lugar do corpo, as áreas mais afetadas são:

  • Nádegas;
  • Coxas;
  • Barriga;
  • Costas;
  • Seios;
  • Braços.

O que causa estria

Essa distensão excessiva e abrupta da pele pode ser induzida por questões genéticas e hormonais, mas existem outros fatores que propiciam o surgimento de estrias como:

  • Crescimento acelerado, o que é comum na adolescência;
  • Atividade física intensa com hipertrofia muscular;
  • Implantes de silicone, principalmente mamários;
  • Gravidez;
  • Obesidade;
  • Uso prolongado de corticoides.

Recuperar as fibras rompidas não é tarefa fácil, mas a reposição de colágeno pode ajudar na prevenção de estrias, pois melhora o tônus da pele.

Saiba mais sobre o colágeno e confira o que realmente ele pode fazer pela sua saúde e beleza lendo nossos post Colágeno: descubra mitos e verdades sobre esse suplemento.

Fases da estria

Ao contrário do que se pensa, não existem diferentes tipos de estria. O que ocorre, na verdade, é uma evolução.

  • Estágio inicial – As estrias recentes são mais lineares e de cor rosada, vermelha ou roxa, pois ainda existe um processo inflamatório no local.
  • Estágio tardio – As estrias envelhecidas apresentam coloração branca, variando a espessura e a largura, podendo ser superficiais, finas, profundas ou largas.

Para cada fase da estria, os profissionais sugerem um determinado tipo de intervenção, por isso, é sempre recomendável procurar a avaliação de um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

O ideal é que se inicie um tratamento logo quando elas surgem, quando ainda estão rosadas ou avermelhadas. Nessa fase inicial, os resultados são bem satisfatórios, podendo inclusive evitar a instalação permanente da estria, já que ainda existe uma circulação presente no tecido, o que facilita a sua regeneração.

Quando a estria já está instalada, ou seja, com a cor branca, não tem como eliminá-la. Mas existem procedimentos estéticos que podem amenizar satisfatoriamente seu aspecto.

É importante desenvolver bons hábitos de cuidados com a pele e sempre procurar um profissional capacitado para quaisquer procedimentos estéticos e dermatológicos.

Como tratar estrias

Os tratamentos oferecidos podem ser feitos de forma isolada ou associados. O resultado vai depender da resposta do organismo e do protocolo aplicado pelo profissional.

Em geral, para tratar estrias é necessário agredir o local para que a pele reaja e comece um processo de renovação, produzindo colágeno e elastina, o que suaviza o aspecto da estria.

É importante destacar que alguns tratamentos não são indicados para gestantes, lactantes ou pessoas com hipertensão e problemas cutâneos. Separamos alguns dos tratamentos considerados os mais eficazes:

Radiofrequência fracionada

Essa tecnologia permite que ondas eletromagnéticas sejam disparadas sobre a pele, atingindo as camadas mais profundas com grande energia e calor intenso, causando pequenas queimaduras no local.

Esses micropontos lesionados na pele estimulam a produção das fibras de colágeno. Como efeito, ocorre uma reorganização do tecido de sustentação, permitindo que as bordas das estrias se aproximem e fiquem mais finas.

Durante a aplicação, não ocorre nenhum dano à superfície da pele (epiderme), que se mantém resfriada e protegida. Essa é uma grande vantagem da radiofrequência, pois minimiza a ocorrência de manchas na pele após a aplicação.

A radiofrequência fracionada também é indicada para tratar a flacidez facial, outras cicatrizes, rugas e manchas causadas por acnes ou pelo sol. É capaz de fechar os poros, melhorando a textura da pele, deixando-a com aspecto regular e uniforme.

É um método considerado seguro e eficaz quando realizado por profissional devidamente treinado e habilitado. O procedimento pode ser realizado em consultório e a aplicação de um anestésico local é o suficiente para controlar a dor.

É necessário o uso de protetor solar no local da aplicação e não é recomendado expor a área tratada ao sol na primeira semana. Em alguns casos, após 4 sessões, já é possível ver uma melhora de até 60% das estrias.

Atenção! Esse procedimento não pode ser realizado sobre peças metálicas e nem sobre peles com algum tipo de irritação ou processo inflamatório, como acnes.

É contraindicado para pessoas que possuem marca-passo, lactantes, gestantes, peles com tendências a queloides e com outras doenças fotossensíveis. Cada caso deve ser avaliado de maneira individual por um profissional capacitado.

Laser fracionado

Apesar de ter um funcionamento similar ao da radiofrequência, o laser fracionado usa uma fonte de energia diferente. Seu principal alvo é a água presente na derme, que é aquecida e acaba por causar uma vaporização celular, formando microcolunas de destruição. 

Esse processo estimula a retração e a reorganização tecidual no local. A remodelação do colágeno e a contração das fibras diminuem a flacidez e amenizam as estrias.

O laser fracionado pode melhorar o aspecto das estrias em qualquer fase: vermelhas (recentes), brancas (envelhecida), superficiais ou profundas. Os resultados são bem satisfatórios e podem chegar a tornar as estrias quase imperceptíveis.

Também é indicado para melhorar flacidez, rugas, olheiras, manchas, cicatrizes traumáticas e cirúrgicas, promovendo rejuvenescimento da pele.

A aplicação de um anestésico local é o suficiente para controlar a dor e o procedimento é rápido e seguro. É importante seguir todas as recomendações após o procedimento para diminuir os efeitos colaterais e facilitar a recuperação.

É preciso usar o protetor solar no local da aplicação e não é recomendado expor a área tratada ao sol nas primeiras semanas.

Você pode optar pelo protetor solar mineral No Red 40 é hipoalergênico e contém em sua composição substâncias com atividades antioxidantes, anti-inflamatórias, regeneradora e hidratante que promovem a reestruturação da barreira cutânea. É indicado para peles delicadas e frágeis (pós-peeling, pós-laser, pós-cirúrgia), proporcionando alta proteção contra queimaduras solares.

Atenção! Esse procedimento não é recomendado para pessoas com doenças fotossensíveis, grávidas, pacientes em tratamento imunossupressor e pacientes com problemas de cicatrização ou queloides. Cada caso deve ser avaliado de maneira individual por um profissional capacitado.

Intradermoterapia

Também conhecida como mesoterapia, a intradermoterapia consiste na aplicação de pequenas injeções ao longo da estria, com substâncias específicas que estimulam a produção de colágeno e elastina, promovendo o preenchimento da estria de dentro para fora.

O procedimento é considerado seguro e efetivo, pois é direcionado ao local alvo, sem afetar regiões próximas. Não há necessidade de repouso ou restrições para a recuperação, embora o tratamento possa ser um pouco dolorido em decorrência das picadas. A melhora do aspecto das estrias pode chegar a 50% depois do segundo mês.

É uma técnica minimamente invasiva e sem muitos efeitos colaterais. As maiores complicações estão relacionadas a reações alérgicas do paciente aos componentes injetados. Por isso, é muito importante uma completa anamnese antes de iniciar o tratamento.

A intradermoterapia também pode ser aplicada no tratamento de celulite, gordura localizada, flacidez, envelhecimento cutâneo e alopecia (grande queda de cabelo em uma região localizada do couro cabeludo).

Tratamento tópico

Outra possibilidade para tratar estrias está na aplicação de cremes, que podem auxiliar na hidratação da pele permitindo que ela se renove mais rapidamente, produzindo assim, mais colágeno.

O tratamento com cremes, em geral, costuma ser mais demorado e os resultados podem aparecer em até um ano após a primeira aplicação. Em geral, os especialistas recomendam associar o uso de creme com outros tratamentos mais potentes.

O EPIfactor® é um ativo composto pelo Fator de Crescimento Epidermal (EGF), que favorece a proliferação celular e a síntese de proteínas da matriz dérmica que compões a pele. É um ótimo coadjuvante no tratamento de estrias, pois potencializa os resultados dos procedimentos estéticos, estimulando a regeneração cutânea e a cicatrização.

Peeling químico

No peeling químico, é aplicado um ou mais agentes esfoliantes que causam uma “destruição” de parte da pele, provocando um processo de renovação tecidual.

Esse processo pode atingir as três camadas da pele, dependendo do tipo de tratamento recomendado: peeling superficial, médio ou profundo. É importante que seja realizado por um profissional capacitado, que saberá escolher e aplicar o peeling mais recomendado para cada necessidade.

O Tegum® é um creme à base de óleo de andiroba, que fornece colágeno, óleos vegetais e vitaminas A e E em uma base biocompatível, devolvendo ao tecido a vitalidade e a hidratação. Seu uso é indicado para cuidar da pele pós-peeling, pois tem efeito anti-inflamatório e cicatrizante.

Cuidados para prevenir estrias

Adotar hábitos alimentares saudáveis são importantíssimos para a saúde da pele, pois tudo o que ingerimos reflete não só no funcionamento do nosso organismo, mas também na nossa aparência. Existem certos cuidados que ajudam a prevenir o aparecimento de estrias:

  • Beber bastante água;
  • Usar hidrantes corporais específicos para seu tipo de pele;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Manter hábitos de vida saudáveis que ajudem no controle do peso corporal.

Quanto mais saudáveis são os alimentos consumidos, melhor é a saúde e o aspecto da pele. Confira alguns hábitos que listamos para aumentar a elasticidade da pele e reduzir a flacidez.

Não deixe a estria limitar sua liberdade. Já existem várias opções para tratar e prevenir estrias de forma segura e amenizar essas marcas, revigorando a saúde da pele.

Procure um profissional habilitado e de confiança, tome todos os cuidados pré e pós-tratamento e aproveite dos benefícios que a tecnologia estética tem para oferecer!

Já fez algum tratamento para estrias ou pretende fazer? Deixe seu comentário! Queremos muito conversar com você!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: