PEG 4000: um aliado no tratamento da prisão de ventre

A prisão de ventre é um transtorno comum em crianças e adultos, principalmente do sexo feminino. Pode causar dor abdominal intensa, alterações no humor e supressão do apetite.

Seu tratamento envolve ações como dieta adequada, ingestão de água, uso de fibras alimentícias e até laxantes. Neste post vamos falar um pouco sobre o PEG 4000 e outras dicas no tratamento da prisão de ventre.

Saúde do intestino

O intestino é conhecido como nosso “segundo cérebro”. Pesquisas indicam que os neurônios do intestino se comunicam diretamente com o cérebro e são responsáveis pelo nosso comportamento.

Cuidar do nosso sistema digestivo é fundamental para se ter uma vida equilibrada, pois a saúde do nosso intestino está ligada à produção de vários hormônios que interferem no nosso humor, sono, fome e na correta absorção de nutrientes necessários.

O termo microbiota intestinal refere-se aos micro-organismos que habitam o nosso trato gastrointestinal. Eles são essenciais para manter a integridade da nossa mucosa, além de estimular a nossa imunidade. 

Mas alguns desse micro-organismos podem ser patogênicos, sendo extremamente necessário o equilíbrio entre eles e por isso é tão importante a modulação da microbiota intestinal. E como podemos fazer isso?! Mantendo hábitos saudáveis como:

  • Praticar exercícios físicos;
  • Ingerir pelo menos 2 litros água por dia;
  • Controlar do peso;
  • Consumir alimentos ricos em fibras;
  • Reduzir a ingestão de produtos potencialmente inflamatórios como: alimentos industrializados, carboidratos refinados, alimentos que contenham muitos conservantes.

Além de todos os benefícios que o bom funcionamento do intestino traz ao nosso corpo, a saúde desse órgão também é responsável por cerca de 80% da nossa imunidade além da maior parte da produção da nossa serotonina, hormônio responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

A inflamação do intestino pode ocorrer devido a maus hábitos alimentares, uso de medicamentos, consumo excessivo de açúcar, entre outros hábitos danosos. O intestino inflamado causa vários desconfortos como excesso de gases, inchaço, dor abdominal e até mesmo distúrbios como a síndrome do intestino irritável. Tal quadro afeta nosso nível de estresse, energia e produtividade. Por isso que cuidar do intestino é cuidar da nossa saúde e do nosso bem-estar!

PEG 4000 no tratamento da prisão de ventre

O PEG 4000, também conhecido como polietilenoglicol 4000, é um polímero seguro e eficaz no tratamento da constipação intestinal. Atua por osmose, aumentando a quantidade de água no intestino, com consequente aumento do tamanho das fezes e melhora da sua consistência.

O objetivo do tratamento inclui o estímulo da produção de fezes na textura adequada para que não provoque dor no momento da sua eliminação. Estudos demonstraram que o PEG 4000 possui eficácia superior à lactulose para o tratamento de constipação crônica em crianças pequenas, além de ser bem tolerado.

Vantagens do PEG 4000:

  • É minimamente absorvido pelo organismo;
  • Não tem sabor (sem gosto);
  • Não é irritante;
  • Não tem odor (sem cheiro);
  • Não absorve sais minerais, portanto, apresenta baixo risco de desequilíbrio eletrolítico;
  • Não requer reposição hídrica por não causar diarreia;
  • Pode ser usado por crianças (a partir de 6 meses), gestantes, idosos e lactantes.

Como usar o PEG 4000

O PEG 4000 é um pó branco, fino e facilmente solúvel em água. A posologia pode variar de acordo com a idade e a necessidade fisiológica de cada um. Para crianças (a partir de 6 meses) recomenda-se uma dose de 4,5 a 9 g. Já para adultos é usual utilizar de 9 a 18 g.

Basta dissolver a quantidade indicada em um copo de água (cerca de 200 mL) e tomar. O ideal é consumi-lo a noite, assim, logo pela manhã você já poderá sentir seu efeito! Lembre-se que é muito importante se manter hidratado para que o PEG 4000 absorva a água e deixe as fezes na consistência adequada para sua eliminação.

Hábitos saudáveis no tratamento da prisão de ventre

Nada pior do que aquela sensação de barriga inchada e até um pouco de dor devido ao intestino preso. O desconforto é grande, mas com algumas alterações em sua rotina você pode melhorar e manter o intestino regulado. Alguns alimentos e práticas no dia a dia podem colaborar para que o intestino funcione melhor:

1. Água, muita água!

Você sabia que beber água é essencial para que o seu intestino funcione bem? O líquido encharca as fibras hidrossolúveis e ajuda na formação do bolo fecal. Além disso, mantém as fezes úmidas e facilita o trabalho do organismo na expulsão das fezes. Beba pelo menos dois litros de água por dia e coloque no seu cardápio sucos como o de melancia, que é rico em água e pode ser ingerido sem adicionar açúcar.

2. Coma frutas e verduras

Por falar em melancia, insira em seu cardápio diário porções de frutas e verduras. Ricas em fibras, elas ajudam na formação do bolo fecal e melhoram o funcionamento do intestino. Para facilitar o dia a dia, você pode fazer salada de frutas no final de semana e dividir em potinhos. Depois disso, é só consumir pelas manhãs ou na hora do lanche. Banana e maçã também são ótimas opções para levar para o trabalho e comer na hora do café.

3. Evite alguns alimentos

Ao mesmo tempo em que alguns alimentos fazem bem para o intestino, outros acabam prejudicando a digestão e colaborando para a prisão de ventre. Carnes vermelhas, embutidos, enlatados e defumados são alguns deles. Quem tem problema intestinal deve evitar estes alimentos, que demoram a serem digeridos e acabam ficando muito tempo em contato com a mucosa do intestino grosso. Assim, prefira comer carne vermelha uma ou duas vezes por semana, totalizando no máximo 200 g.

4. Cuide da sua flora intestinal

Vários fatores podem provocar o desequilíbrio da flora bacteriana intestinal como o uso de antibióticos, estresse, infecções intestinais, má alimentação e envelhecimento. Uma opção é o uso de Lactobacillus, que são bactérias que contribuem para o funcionamento do intestino. Seu uso reduz os processos inflamatórios, além de estimular a produção de anticorpos.

Além disso, não poderíamos deixar de citar os Bio-MAMPs®, que são fragmentos ativos obtidos de cepas probióticas com elevadas concentrações que atuam na imunidade e na redução da inflamação do organismo.

É importante lembrar de sempre procurar um médico, farmacêutico ou nutricionista que possam te ajudar e te instruir corretamente sobre qual a melhor maneira de se alimentar e como usar suplementos que possam ajudar no cuidado com o seu intestino.

5. Mexa-se!

Não tem tempo para ir para a academia? Tudo bem! Desça as escadas, vá a pé para o trabalho ou, se for longe, pedale até ele. Caminhe até a padaria e deixe o carro em casa, tire alguns minutos para passear no parque, leve o cachorro para caminhar, ou seja, mexa-se! O exercício ajuda a agilizar o processo de digestão e também colabora para aumentar a mobilidade intestinal. Por isso, movimente-se!

6. Coma pequenas quantidades

O ideal é se alimentar a cada 3 horas, sempre preferindo alimentos leves e ricos em fibras. Ao comer aos poucos, a digestão também é feita aos poucos e você não sobrecarrega o seu organismo. Faça um horário pessoal de alimentação. Capriche no café da manhã e, entre ele e o almoço, faça um lanchinho. O mesmo vale para o espaço entre o almoço e a janta. Uma fruta ou uma barrinha de cereais podem fazer a diferença!

Quem sofre com intestino preso sabe que não é nada fácil passar dias sem conseguir ir ao banheiro. O PEG 4000 pode ser um aliado no tratamento da prisão de ventre. Seu uso combinado com uma dieta balanceada, ingestão de água e pártica de atividade física pode ser muito útil para te ajudar a se livrar desse desconforto.

Gostou das nossas dicas para manter o intestino regulado? Então compartilhe este post com seus amigos nas redes socais! Se ficou com alguma dúvida fale conosco e escreva nos comentários abaixo que teremos prazer em te ajudar!

Aproveite e leia também nosso post sobre hidratação do corpo: consumo de água e alimentos que podem ajudar e confira a dicas para sem manter hidratado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: