A ansiedade é um dos principais transtornos no que diz respeito à saúde mental. A vida corrida que levamos, as cobranças constantes e as incertezas do dia a dia podem prejudicar nosso equilíbrio emocional e favorecer o surgimento desse tipo de transtorno.

Pensando nisso, preparamos esse post com 7 hábitos que contribuem para o controle da ansiedade. Confira!

O que é ansiedade?

A ansiedade pode ser explicada como uma variante do medo, com algumas diferenças essenciais: o medo é o temor que sentimos diante de alguma ameaça que se manifesta no nosso presente, de forma concreta, como o medo de sofrer um assalto ao passarmos por uma rua escura e vazia, por exemplo.

Já a ansiedade é um temor diante de situações hipotéticas, ou seja, que podem vir a acontecer, como perder o emprego. Essas situações não aconteceram e muitas vezes nem sequer chegam a se concretizar.

Porém, aquela voz na nossa cabeça fica nos sussurrando dia e noite: “E se eu perder o emprego? E se fulano me trocar por outra? E se eu sofrer um acidente? E se, e se, e se…”                  

A ansiedade é natural do ser humano. Mas em casos excessivos, pode se tornar um problema grave com diversas repercussões no organismo. De acordo com a Associação Americana de Psiquiatria (AAP), a ansiedade pode se manifestar com os seguintes sintomas:

  • Taquicardia;
  • Tremores;
  • Sensação de falta de ar;
  • Suor excessivo;
  • Tontura;
  • Alterações no sono;
  • Tensão muscular;
  • Dor de cabeça;
  • Perda ou aumento repentino de peso.

Hábitos que contribuem para o controle da ansiedade

O transtorno da ansiedade pode se apresentar de forma diferente em cada indivíduo. Por isso, o profissional especializado deverá analisar as possíveis causas, incluindo ambientes e situações que podem funcionar como gatilhos para as crises de ansiedade de cada pessoa.

Confira a seguir, atitudes que podem contribuir para o controle da ansiedade e que auxiliam no tratamento:

1. Respiração

Você já deve ter ouvido a frase “respire fundo que vai passar”. E esse ditado popular não deixa de ser verdade. Quando ficamos ansiosos, respiramos rápido e superficialmente.

Nesses momentos, é importante inspirar e expirar lenta e profundamente, pois isso relaxa o organismo. Além disso, diminuir o ritmo da respiração aumenta o fornecimento de oxigênio ao cérebro, o que ainda estimula a concentração e o foco.

Uma técnica que pode ajudar no controle da ansiedade é conhecida como respiração quadrada. Ela consiste em 4 passos, de duração equivalente:

  1. Primeiro, inspire, contando lentamente até três.
  2. Segure o fôlego e, após essa etapa expire lentamente no mesmo tempo.
  3. Permaneça sem respirar contanto até três novamente.
  4. Repita o processo até se sentir mais calmo.

2. Meditação

A meditação pode fazer uma diferença significativa na nossa saúde mental. Ela contribui para o controle da ansiedade, melhora o humor, auxilia no sono, aumenta o foco e a concentração.

Com o treinamento correto é possível meditar em qualquer lugar. Hoje em dia existem aplicativos que podemos baixar no celular para nos ajudar a praticar a meditação. Experimente! Poucos minutos de meditação diária já podem fazer toda a diferença para o seu dia.

3. Yoga

A prática contínua de yoga é uma boa alternativa para manter-se mais calmo no dia a dia. A técnica ajuda a lidar com maior facilidade diante dos eventos inesperados do dia e potenciais fatores para o início de um episódio de crise de ansiedade.

Além de ser um ótimo exercício para tonificar os músculos, as posturas do yoga ajudam na melhora da respiração, na redução do estresse e contribui para o controle da ansiedade.

4. Exercícios físicos

A prática de atividade física libera um neurotransmissor chamado endorfina, que promove uma sensação de bem-estar. Por isso que após finalizar um exercício, mesmo estando cansados e cobertos de suor, nos sentimos bem.

Além disso, o exercício físico libera ainda noradrenalina e serotonina, neurotransmissores que contribuem para o humor. A autoestima e a autoconfiança também são estimuladas, e são fundamentais para uma mente saudável.

5. Calmantes naturais

Os chás são conhecidos por seus inúmeros benefícios, incluindo o efeito calmante. Chás calmantes, como camomila, erva-cidreira e melissa ainda têm efeitos sedativos e relaxantes.

Outra opção que contribui para o controle da ansiedade são os nutracêuticos, preparações farmacêuticas formuladas a partir de produtos naturais e que possuem indicações clínicas já comprovadas contra algumas doenças.

Esses produtos têm sido amplamente utilizados graças à possibilidade de causarem menos reações adversas e serem mais tolerados pelo paciente. Além disso, podem atuar em situações clínicas mais complexas, sem causar dependência.

Os nutracêuticos são vendidos sem necessidade de apresentação da receita, mas seu uso deve ser avaliado e orientado por profissionais de saúde, como farmacêuticos, nutricionistas e médicos, que indicarão a dosagem e a posologia mais adequadas para um tratamento seguro e eficaz.

O BS Calm é uma fórmula inovadora composta por ansiolíticos naturais como Relora®, L-teanina e Valeriana officinalis. Possui efeito modulador dos níveis de cortisol, homônio produzido em situações de estresse. Seu uso promove relaxamento sem causar sedação, melhora o sono e reduz o estresse.

O Relora® é a combinação patenteada do honokiol e da berberina, que são ativos extraídos de plantas. Possui eficácia comprovada no controle da ansiedade, da agitação do sono, dos níveis de cortisol e da compulsão alimentar relacionada ao estresse.

O 5-HTP (5-Hidroxitriptofano) está presente nas sementes da planta Griffonia simplicifolia. É um precursor da serotonina, um neurotransmissor que atua no controle do sono, apetite e humor; sendo considerado o neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Além disso, estimula a produção de melatonina, um hormônio que regula os ciclos do sono.

6. Pensamento positivo

Tirar o foco de coisas ruins e pensar no que é bom é essencial para o controle da ansiedade. Ter fé em algo maior, buscar as relações mais acolhedoras e acreditar que no fim tudo vai dar certo! São essas pequenas atitudes que contribuem para uma vida mais feliz.

Émile Coué, mais conhecido por ser o pai do condicionamento aplicado, fez sucesso na França no início do século XX com o seu famoso lema: “Todos os dias, sob todos os pontos de vista, vou cada vez melhor”.

Você pode tentar também!

7. Desabafe

Uma boa técnica para evitar as crises de ansiedade é o diálogo. Pode ser muito positivo contar seus medos para uma pessoa de confiança, como seus amigos e familiares.

Ao externar os problemas, fica mais fácil enfrentá-los, e uma opinião de alguém que observa a situação de fora pode ser útil e até mudar seu ponto de vista. Você verá que muitas vezes, as coisas não são tão ruins como parecem.

Lembre-se de que o transtorno de ansiedade é um problema sério, e que estas são apenas dicas que podem ajudar a aliviar os episódios. Procure por um profissional especializado antes de dar início a algum tratamento, e saiba que o importante é definir a causa e encontrar uma forma de compreendê-la melhor.

E você, gostou das nossas dicas? Conhece algum método natural para o controle da ansiedade? Compartilhe com a gente!

Aproveite e leia também o post que preparamos com 7 dicas para diminuir o estresse no trabalho e tenha uma rotina mais leve!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Com a chegada do verão, quem não pensa nas praias e piscinas para curtir o calor da melhor forma, não é mesmo? Porém, a exposição excessiva aos raios solares pode trazer danos à nossa saúde, incluindo nossos cabelos.

Para evitar que isso aconteça, que tal tomar algumas precauções e manter os cabelos saudáveis no verão? Confira essas dicas que separamos para você!

Cabelos danificados pelo sol

A exposição ao sol pode acelerar o processo oxidativo dos fios, retirando suas camadas protetoras, o que pode danificar os cabelos. Isso ocorre devido a ação dos raios UV, que afeta proteínas essenciais aos fios.

O sol também pode queimar os fios. Para notar se seu cabelo está danificado, basta reparar que após algum tempo de exposição ao sol, o cabelo fica diferente ao toque, com aspecto áspero, ressecado e quebradiço.

A exposição prolongada pode resultar em queimaduras do couro cabeludo, além de também causar danos à pele, que provocam descamação e irritação na maior parte dos casos.

Além disso, os raios solares também ressecam os cabelos pois reduzem a capacidade retenção de água. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o excesso de cloro, o sal marinho e a imersão prolongada na água, também contribuem para o ressecamento dos fios.

Os cabelos podem ser restaurados por meio de hidratação com cremes de tratamento específicos. Em casos mais graves, é indicado o processo de cauterização, no qual são aplicadas proteína responsáveis pela restauração dos fios.

Outros danos causados pelo sol são:

Pessoas com cabelos tingidos devem ter um cuidado especial, uma vez que a exposição excessiva pode levar a alteração da cor dos fios.

Dicas para manter os cabelos saudáveis no verão

O clima característico da estação pode danificar seus cabelos e, sem cuidados especiais, suas madeixas vão sofrer os efeitos da temporada. Confira agora algumas dicas para manter seus cabelos saudáveis no verão:

Mantenha os cabelos hidratados

Hidratação é palavra de ordem no verão, e traz benefícios de dentro para fora. Por isso, beba muita água, incluindo água de coco, e lembre-se de consumir frutas e verduras. Tudo isso ajuda a deixar seu cabelo saudável, forte e brilhoso.

A hidratação dos cabelos também é fundamental! Se você não tiver muito tempo disponível, hidrate o cabelo semanalmente com ampolas ou faça o uso de máscaras capilares.

Também é muito importante cortas as pontas algumas vezes durante o verão para manter o cabelo mais bonito e com aspecto mais saudável. A retirada das pontas duplas e ressecadas previne a queda de cabelo durante a escovação dos cabelos.

Proteja seus cabelos

Evite expor os cabelos ao sol. Uma boa dica é utilizar chapéu, além de dar um charme ao visual, ele mantém seus fios e o couro cabeludo protegidos.

Em locais com muito vento, faça uma trança ou um coque para que os fios não embaracem. Utilize também creme de pentear com proteção UV ou algum protetor solar específico para os cabelos.

Escolha aquele que mais combina com seu cabelo e se encaixe melhor no seu bolso. Os óleos protetores e leave-in podem ser boas opções enquanto for se expor ao sol.

Aposte em suplementos para fortalecer os cabelos

Biotina

A Biotina é uma vitamina do complexo B indicada para queda de cabelo, caspa, unhas fracas e pele seca. Ela pode ser encontrada em Farmácias de Manipulação na forma de cápsulas pura ou associada a outros ativos que contribuem para o fortalecimento dos cabelos.

Biosil™

O Biosil™ é uma fonte de silício orgânico que promove efeitos benéficos, na saúde da pele, dos cabelos, unhas, ossos e articulações. Esse mineral favorece a produção de colágeno e elastina pelo organismo, as chamadas de proteínas da beleza, indispensáveis para manter a saúde das unhas e dos cabelos.

Pill Food Turbinado

O Pill Food Turbinado possui em sua composição substâncias ativas, como aminoácidos, que atuam trazendo benefícios para as unhas e os cabelos, reduzindo a queda, acelerando o crescimento e deixando-os mais fortes, resistentes e saudáveis.

Nutricolin®

O Nutricolin® é um complexo formado pelo ácido ortossilícico estabilizado em colina, uma forma de silício mais biodisponível que estimula a síntese de colágeno, elastina e queratina. Seu uso contribui para a saúde das unhas, da pele e dos cabelos.

Assim como o sol, a água salgada do mar e o cloro presente nas piscinas podem afetar os nossos cabelos se não forem adotadas as devidas ações para proteção dos fios.

BS Beauty

O BS Beauty, também conhecido como cápsula da beleza, é uma formulação que reúne diversos ativos que a contribuem para a melhora do aspecto da pele, das unhas e dos cabelos, deixando os fios mais fortes e resistentes.

Cuidados durante a exposição ao sol

  • Use chapéus com proteção solar para proteger o cabelo e o couro cabeludo dos raios UVA e UVB;
  • Use filtro solar nos cabelos: há diversas opções no mercado para usar antes, durante e após a exposição ao sol;
  • Utilize água de coco nos cabelos – ela é um hidratante natural e vai ajudar a conferir brilho e um aspecto saudável;
  • Mantenha os cabelos presos durante os banhos de mar ou de piscina.

Atenção! O excesso de água tira a oleosidade natural dos fios, estimulando as glândulas a trabalharem ainda mais para compensar a falta de sebo, o que deixa o cabelo bastante engordurado.

Isso acaba fechando os poros capilares, dificultando a distribuição da oleosidade natural, tão importante para a manutenção de um cabelo saudável, bem hidratado e bonito.

Cuidados após a exposição ao sol

  • Enxágue os cabelos com água doce após banhos de mar e piscina.
  • Evite lavar os cabelos com água quente. A temperatura ideal para lavagem dos cabelos deve ser menor que 25ºC;
  • Utilize um leave-in depois do banho ou antes de se expor ao sol. Esse tipo de creme sem enxágue forma uma película no fio e ajuda a protegê-lo;
  • Após um longo período na praia ou na piscina, use um shampoo antirresíduos uma vez por semana para remoção do cloro e do sal;
  • Para proteger os cabelos loiros do tom esverdeado, a dica é utilizar o vinagre de maçã. Ele também é um excelente aliado após a lavagem dos cabelos com shampoo antirresíduos;
  • Evite expor o cabelo a agressões como secadores e chapinhas. Deixe para usá-los em ocasiões especiais.

Existem ainda outras formas de manter seu cabelo saudável durante o ano todo. Combine uma alimentação rica e balanceada com a hidratação reforçada e você vai notar melhoras nas suas madeixas!

Agora que você já sabe como cuidar dos seus cabelos no verão, aproveite a estação ao máximo, com um cabelo saudável e bonito! E você? Tem cuidado do seu cabelo no verão? Conta pra gente aqui nos comentários!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Quase toda mulher já teve ao menos uma vez os sintomas da Candidíase vaginal em algum momento da vida e pode estar suscetível a passar por isso novamente.

Entender sobre esta doença é essencial para sua prevenção. Nesse post falaremos sobre alguns cuidados e produtos naturais que auxiliam no tratamento da Candidíase.

O que causa a candidíase?

A Candidíase se refere à uma doença causada por fungos do gênero Candida, e pode atingir os órgãos genitais femininos e masculinos, a pele, as unhas, a boca e até a corrente sanguínea.

Segundo a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Paraná (SOGIPA) a Candidíase vaginal não é uma doença sexualmente transmissível, apesar do fungo, eventualmente, poder chegar à vagina durante o ato sexual.

Entre os sintomas estão coceira intensa na vulva e na vagina, além de ardência e inchaço na região. Pode aparecer dor ao urinar ou ardência no ato sexual e também corrimento esbranquiçado e sem odor.

As leveduras do gênero Candida, especialmente a Candida albicans, fazem parte do trato gastrointestinal do ser humano. Além disso, no caso da mulher, estão presentes também na flora vaginal. Alguns fatores contribuem para a manifestação do fungo, como:

  • Uso de uso de antibióticos;
  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Uso de anticoncepcionais;
  • Uso de corticoides;
  • Uso de ducha vaginal em excesso.

Se a sua imunidade estiver comprometida, este fungo pode ainda se espalhar pelo organismo, resultando em uma série de sintomas que afetam outros locais do nosso corpo.

Esse quadro pode evoluir para um estágio mais desenvolvido, chamado candidíase crônica, especialmente quando a causa não é devidamente tratada.

Como tratar a candidíase?

Os tratamentos a base de medicamentos são bastante comuns quando o assunto é Candidíase. Porém, quando os medicamentos são utilizados somente para eliminação dos sintomas, não removem “o mal pela raiz”, favorecendo a recorrência da infecção.

Para isso, é preciso procurar um médico para identificar as causas e o melhor tratamento para cada caso. Além disso, é preciso seguir outras recomendações que envolvem a reeducação alimentar e novos hábitos.

Alimentos que auxiliam no tratamento da Candidíase

Existem alguns alimentos que auxiliam no tratamento da Candidíase. São alimentos que você pode incluir tranquilamente em sua rotina. Acompanhe a lista a seguir:

  • Alho
  • Cebola;
  • Gorduras boas como, óleo de coco e azeite;
  • Ômega 3;
  • Ervas naturais, como o orégano, o tomilho e o alecrim;
  • Alimentos que reforçam o sistema imunológico, como o Zinco e a Vitamina C;
  • Sementes, como chia, linhaça e semente de abóbora;
  • Própolis;
  • Alimentos integrais.

Alimentos contraindicados para quem sofre de infecções recorrentes

Da mesma forma que alguns alimentos podem ajudar no tratamento da Candidíase, existem outros que podem agravar o quadro. Por isso, evite consumir:

  • Vinho, cerveja e outras bebidas fermentadas;
  • Cogumelos, picles e palmito;
  • Massas com fermento biológico, como pães, pizzas e tortas;
  • Alimentos fermentados como o vinagre e o queijo gorgonzola;
  • Leite e derivados;
  • Alimentos contendo glúten;
  • Alimentos processados;
  • Carboidratos e doces em geral.

O consumo excessivo de carboidratos aumenta os níveis de açúcar no sangue, o que leva a alterações no pH vaginal e favorecem a disseminação dos fungos e bactérias.

Cuidados no dia a dia

Além da alimentação, alguns cuidados podem fazer a diferença quando transformados em hábitos no dia a dia. Veja a seguir algumas dicas:

Suplementação

Forneça as vitaminas e minerais necessários ao organismo por meio do consumo de frutas e verduras. O corpo não funciona corretamente se não tiver à disposição todos os nutrientes essenciais. Eles garantem o bom funcionamento do nosso sistema imune e previnem a instalação de infecções.

Roupas

Use roupas íntimas de algodão. Evite nylon e tecidos sintéticos que dificultam a transpiração e favorecem a retenção da umidade. Também evite usar calças muito justas e, durante o período menstrual, dê preferência aos absorventes internos.

Higiene

Evite utilizar a banheira. Tome banho de chuveiro e use um sabonete neutro ou específico para a região íntima. Por ser uma região delicada do corpo, os sabonetes comuns podem causar irritação. Também seque bem o corpo, especialmente a região infetada. De preferência, utilize uma toalha apenas para a região íntima.

Banho de assento

Ferva meio litro de água e acrescente uma colher de sopa de orégano ou cravo da índia, deixando em infusão por 10 minutos, ou até que a temperatura fique suportável ao toque. Filtre, coloque o chá em uma bacia e lave a região genital com cuidado, até o chá esfriar. Repita todas as noites antes de dormir, durante uma semana.

Atenção aos produtos perfumados

Evite utilizar desodorantes vaginais, sabonetes íntimos muito perfumados, papel higiênico ou absorventes perfumados. Esses produtos podem causar reações alérgicas e desencadear infecções.

Produtos naturais para prevenção e tratamento da candidíase

Ipê Roxo

O Ipê Roxo (Tabebuia heptaphylla) é uma planta medicinal utilizada tradicionalmente no tratamento de infecções, inflamações e alergias. Contém substâncias ativas que apresentam efeitos significativos contra infecções causadas por Candida.

Equinácea purpurea

A Equinácea é uma planta conhecida por seu efeito antifúngico, antiviral, antibacteriano e anti-inflamatório. É indicada para prevenção e até mesmo para auxiliar em gripes e resfriados. Esta planta também pode ajudar na melhora de infecções do trato urinário, candidíase vaginal e herpes.

Ácido Caprílico

Um dos principais componentes do óleo de coco, o ácido caprílico é um ácido graxo que auxilia no reequilíbrio da flora bacteriana. Além disso, apresenta ação antifúngica que pode contribuir no combate de infecções causadas pela Candida.

Curcuma Longa

A Curcuma Longa é uma planta originária do sudoeste asiático e usada na medicina tradicional desde a antiguidade. É rica em substâncias com ação antioxidante, anti-inflamatória e estimulante do sistema imunológico.

Um sistema imunológico enfraquecido favorece o desenvolvimento de infecções por organismos como a Candida albicans, fungo causador da Candidíase.

Candida Control é um composto natural indicado para prevenção e tratamento da candidíase. Sua fórmula contém Ácido Caprílico, Ipê roxo, Echinacea, Curcuma longa, Vitamina C e Magnésio. Esses ativos são capazes de equilibrar a flora bacteriana e estimular o sistema imunológico.

Lactobacillus

Os lactobacillus são bactérias benéficas ao organismo que recebem o nome de probióticos. Entre os vários benefícios que eles possuem, eles auxiliam na modulação da microbiota vaginal, com regulação do pH e proteção do corpo.

CandiFlora é uma solução inovadora composta por probióticos indicados para a prevenção da candidíase. Sua formulação contém Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus fermentum, Bifidobacterium breve e Bifidobacterium lactis.

Não sinta vergonha! Ao perceber qualquer alteração no seu corpo, procure a orientação de um profissional especializado. Candidíase tem tratamento e os primeiros resultados surgem em poucos dias.

Mesmo na ausência de sintomas, mantenha o tratamento por ao menos dois meses para eliminar o fungo completamente, evitando novas manifestações no caso de baixa do sistema imunológico.

Existem diversos produtos naturais que auxiliam na prevenção e no tratamento da Candidíase. Eles são um alternativa menos agressiva ao organismo e podem ser muito úteis para sua prevenção, especialmente nos casos em que a mulher sofre de infecções recorrentes de Candida.

Aproveite e leia também o post que preparamos com cuidados essenciais para a saúde da mulher.

Ainda tem dúvidas? Deixe seu comentário e acesse o nosso site. Temos uma série de produtos naturais que ajudam você a manter o seu sistema imunológico em dia.

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

É muito provável que você já tenha ouvido falar da Maca Peruana e de sua ação afrodisíaca e energética. Ela é uma raiz poderosa, repleta de vitaminas, aminoácidos e minerais essenciais para nosso corpo.

Apesar de ser muito conhecida pelo tradicional efeito afrodisíaco, possui muitos outros benefícios para a saúde que fazem dela um suplemento incrível. Confira!

O que é Maca Peruana?

A Maca Peruana (Lepidium meyenii) é uma erva original dos Andes peruanos, e é utilizada como planta medicinal há muitos anos pelo povo local devido aos muitos benefícios que ela traz à saúde.

A Maca Peruana pertence a mesma família do repolho e da couve, e sua raiz lembra a forma de um rabanete. A parte utilizada para fins medicinais é exatamente a raiz, a qual é processada e comercializada em forma de pó ou em cápsulas.

Maca Peruana é considerada um fitoterápico riquíssimo, composto por esteroides, flavonoides, proteínas, carboidratos, fibra e vitaminas B1, B2, B12, C e E. Também possui macrominerais (cálcio, sódio, magnésio, potássio e fósforo), e microminerais (cobre, zinco, manganês, ferro, selênio e boro).

O Ministério da Saúde (MS) define fitoterápico como sendo o produto obtido a partir de plantas medicinais ou de seus derivados, com finalidade de prevenir, curar ou amenizar sintomas.

Os principais benefícios da Maca Peruana para o funcionamento do organismo são:

  • Melhora a memória e a concentração;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Regula o ciclo menstrual e aumenta a fertilidade;
  • Reduz os sintomas da tpm e da menopausa;
  • Contribui para a espermatogênese (produção de espermatozoides);
  • Aumenta a potência sexual;
  • Atua no tratamento da anemia;
  • Ação antioxidante;
  • Efeito energético e restaurador físico;
  • Auxilia no controle do colesterol.

Para as pessoas que apresentam certa deficiência hormonal, a Maca é uma ótima aliada, pois possui propriedade pró-hormonal, ou seja, estimula a produção de hormônios.

Além disso, essa raiz vem sendo utilizada por atletas profissionais como uma excelente alternativa aos anabolizantes.

Benefícios da Maca Peruana para a saúde

Auxilia no emagrecimento

O alto teor de fibras da Maca Peruana aliado a seu baixíssimo valor calórico contribuem para o emagrecimento.

As fibras oferecem uma sensação de saciedade mais prolongada e ainda contribuem para o bom funcionamento do intestino, reduzindo a sensação de inchaço abdominal.

Por ser uma planta com grande valor nutritivo, quando associada à prática de atividade física, a Maca contribui para bons resultados no gerenciamento de peso.

Faz bem ao coração

A Maca Peruana possui ácidos graxos capazes de regular os níveis de gordura no sangue e equilibrar a pressão arterial.

Além disso, contribui para a proteção do sistema cardiovascular por ser vasodilatador e regulador natural do colesterol.

Aliada contra a diabetes

O seu alto teor de fibras, a Maca proporciona uma diminuição da velocidade de absorção de glicose, contribuindo para o controle dos níveis glicêmicos. Isto faz com que o corpo não libere grandes quantidades de insulina de uma só vez.

 O controle da liberação de insulina é muito importante para a prevenção do diabetes e as fibras são grandes aliadas. Portanto, sempre que for beber um suco de fruta, dê preferência por consumi-lo sem coar.

Alivia os sintomas da menopausa

Por ajudar a equilibrar os níveis hormonais, a Maca Peruana alivia os sintomas da menopausa como as ondas de calor, a desidratação da pele, a falta de libido e o cansaço.

Além disso, controla a ansiedade e melhora os quadros de depressão, ajudando a amenizar outros sintomas comuns na menopausa, como insônia, irritabilidade, desânimo e ansiedade.  Por ser natural, apresenta mínimos efeitos colaterais.

Saiba mais em nosso post com dicas para aliviar os sintomas da menopausa.

Previne a osteoporose

A Maca é uma rica fonte de cálcio e pode auxiliar na prevenção e no tratamento da osteoporose.

O cálcio desempenha um papel fundamental no processo de formação e na manutenção de ossos saudáveis e nosso organismo não é capaz de produzir esse mineral. Por isso, precisamos adquiri-lo por meio da alimentação ou suplementação.

Em alguns casos, principalmente na terceira idade, é mais difícil atingir os níveis adequados desse mineral só com a alimentação, aí vale a pena a suplementação do cálcio.

Leia também nosso post em listamos vitaminas e minerais essenciais para fortalecer os ossos.

Efeito afrodisíaco

O efeito afrodisíaco é uma propriedade muito conhecida e um dos principais motivos de consumo da Maca Peruana. Ela age sobre o hipotálamo e as glândulas suprarrenais, capazes de gerar efeitos estimulantes, aumentar o desejo sexual e reduzir os níveis de estresse, dando mais energia e atuando também na impotência sexual.

Tanto homens como mulheres têm relatado aumentos significativos no desejo sexual, na energia, no vigor e na sensação de bem-estar geral.

O Libido Total é um produto com uma fórmula inovadora que contribui para a melhora da libido de homens e mulheres. Além da Maca, ele combina extratos de diversas plantas, como, Epimedium, Mucuna, Tribulus terrestris e Feno Grego, que auxiliam na recuperação da libido de forma natural.

A saúde sexual vai além do prazer, é um estado de bem-estar físico, emocional e social. Saiba mais como cuidar de sua saúde sexual no nosso post com dicas para melhorar a saúde sexual.

Melhora a memória

Um dos benefícios da Maca Peruana é a melhora no foco, na memória, e no raciocínio. Ajuda no processo de aprendizagem e contribui para a manutenção das funções cognitivas.

Os fitoquímicos presentes na raiz são estimulantes do hipotálamo e das glândulas suprarrenais, e ajudam no combate ao cansaço, ao estresse e à depressão.

Aumenta a imunidade

A Maca sempre foi usada como um tônico revigorante natural pelos povos antigos. Ela aumenta a resistência muscular e a força, reduzindo fadigas e indisposição.

A presença de minerais e vitaminas – especialmente o Magnésio, a Vitamina C e as vitaminas do Complexo B – contribuem para o fortalecimento do sistema imune, aumentando a resistência do organismo.

A Maca oferece, também, benefícios para os praticantes de atividade física. Os aminoácidos presentes em sua composição contribuem para a construção da massa muscular magra e preveni o catabolismo muscular, melhorando a performance.

A combinação da Maca Peruana com outros suplementos, como o Ginseng (Pfaffia paniculata) ou o Guaraná, potencializa sua ação energética e seu estímulo sobre o sistema imune e cognitivo.

Tratamento da anemia

A Maca é riquíssima em ferro e em vitaminas que ajudam no tratamento de anemias. As vitaminas do complexo B, a vitamina C e a vitamina E desempenham papel importante na absorção do ferro, na produção e manutenção das células do sangue.

A Maca Peruana melhora o transporte e o aporte de oxigênio no organismo, melhorando, também, a circulação e diminuindo a fadiga e o cansaço.

Como consumir a Maca Peruana

A Maca Peruana pode ser encontrada no mercado em cápsulas ou em pó. O pó pode ser incorporado em diferentes preparações como sucos, shakes, pães, bolos, pode ser adicionado em saladas, na sopa ou simplesmente misturado na água.

O recomendado é consumir até 3 g de Mara Peruana por dia. Se optar pelas cápsulas, tome, preferencialmente, após as principais refeições ou antes do treino físico.

Lembre-se: sempre consulte um profissional especializado para obter os melhores resultados de acordo com seus objetivos e estabeleça hábitos saudáveis de alimentação, hidratação e prática regular de atividade física.

Atenção! A Maca Peruana é contraindicada para gestantes, lactantes, indivíduos em tratamento hormonal e pessoas alérgicas.

Você já experimentou a Maca Peruana? Conhece os efeitos positivos que ela tem para nossa saúde? Conte pra gente nos comentários!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

A estação mais quente do ano está aí e você não pode se descuidar. Por isso, neste post vamos listar 10 alimentos leves recomendados para o consumo no verão, e sua importância para o aumento da disposição e da qualidade de vida nesse período tão quente. Confira!

Alimentos leves para o verão

Segundo recomendação do Ministério da Saúde, refeições mais leves contribuem para amenizar as altas temperaturas, evitam a desidratação e facilitam a digestão.

A má digestão é a principal causadora de mal-estar, indisposição, cansaço, tontura e sonolência, sensações potencializadas pelo calor.

1. Frutas frescas

No café da manhã, na sobremesa ou na forma de lanche no meio da tarde, opte por frutas frescas abundantes em água, essas são opções mais leves, refrescantes, fáceis de digerir, repletas de nutrientes e ainda ajudam na hidratação do nosso corpo. Alguns exemplos são:

  • Melancia,
  • Melão,
  • Abacaxi,
  • Maçã,
  • Laranja,
  • Goiaba,
  • Morango,
  • Manga,
  • Tangerina.

Outros tipos de frutas, como a banana, a uva e o abacate, também são recomendadas, pois são ricas em potássio, substância essencial ao organismo, mas facilmente eliminada pelo suor em dias mais quentes.

Esse mineral é fundamental para o bom funcionamento do coração, dos músculos e do sistema nervoso. A carência de potássio no sangue pode provocar fraqueza, tonturas, náuseas e câimbras, sintomas típicos do calor.

2. Saladas

As saladas são ótimas pedidas para as refeições principais, como o almoço e o jantar. Nesses casos, prefira verduras e legumes coloridos, como:

  • Alface,
  • Rúcula,
  • Rabanete,
  • Tomate,
  • Abobrinha,
  • Cenoura,
  • Pepino,
  • Pimentão,
  • Beterraba.

Esses alimentos são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes. Além disso, apresentam uma quantidade considerável de água em suas composições e pouquíssimas calorias.

3. Peixes e frutos do mar

Peixes grelhados ou assados são alimentos com alta concentração de proteínas, sendo considerados ótimos acompanhamentos para as refeições, principalmente nas saladas de verão.

Peixes com baixo teor de gordura e pouco calóricas, como salmão, atum, sardinha, linguado, pintado e robalo são ricas em vitaminas, minerais e antioxidantes, como fósforo, potássio, selênio, zinco, cálcio e Ômega 3,

O Bio Ômega 3 possui o selo IFOS (International Fish Oil Standards Program). Essa certificação é referência mundial na qualidade de pureza, oxidação e controle de metais pesados no óleo de peixe utilizado para a produção das cápsulas.

Frutos do mar também são alimentos leves e igualmente ricos em proteínas, vitaminas e minerais. Algumas opções são:

  • Camarão,
  • Mariscos,
  • Caranguejo,
  • Lula,
  • Siri,
  • Lagosta.

É importante ficar atento à procedência desses produtos e a forma de preparo destes alimentos. Mas se você não gosta de peixes e frutos do mar, fique tranquilo! Alguns tipos de carnes brancas, como o frango (assado ou grelhado) e o peito de peru, também são boas pedidas.

Recomendadas para quem pratica exercícios físicos, as carnes magras são excelentes fontes de proteína, com maior valor nutricional e que ajudam a manter o corpo saciado por mais tempo.

5. Gelatina

Outra boa pedida para depois das refeições é a gelatina. Fácil de preparar, saborosa e de poucas calorias, essa tradicional sobremesa também ajuda a refrescar o organismo em dias quentes. Mas atenção! As gelatinas não devem ser consumidas com açúcares e gorduras.

As gelatinas contêm o colágeno, principal proteína do corpo, benéfico para a pele, unhas e cabelos. O organismo tem a capacidade de produzir o colágeno, porém, a partir dos 30 anos de idade a sua produção diminui. Para suprir essa necessidade, é recomendado o uso de Colágeno Hidrolisado, que é melhor absorvido pelo organismo.

O Colágeno Hidrolisado é, portanto, um importante suplemento alimentar capaz de hidratar e aumentar a elasticidade da pele, fortalecer a unhas, os cabelos e as articulações.

6. Picolé de fruta

E que tal uma sobremesa com a cara do verão? Os picolés cumprem muito bem a sua missão de espantar o calor, refrescar e hidratar.

Mas atenção! Dê preferência as picolés de frutas, que são mais saudáveis e menos calóricos. Você pode fazer o suco da fruta, sem adicionar açúcar, e congelar em forminhas de picolé ou saquinhos de chup-chup, também conhecidos como sacolé.

7. Água de coco

A água de coco é um clássico nas praias e parques de todo o país. Rica em potássio e outros minerais, a água de coco possui um baixo teor de gorduras e calorias.

A água do coco é ideal para hidratar em dias quentes e repor os eletrólitos perdidos por meio da transpiração, sobretudo após a prática de atividade física.

8. Iogurte

Para o café da manhã ou lanche da tarde, você também pode apostar no iogurte natural, de preferência sem açúcar. Esse alimento ajuda a refrescar, além de ser fonte de carboidratos e proteínas. Se consumidos combinados às frutas frescas, são ainda mais saudáveis e ideais para se refrescar no calor.

Os iogurtes possuem bactérias probióticas benéficas para a flora intestinal. Entre elas podemos destacar o Lactobacillus, que atuam na redução de processos inflamatórios, além de regular a permeabilidade intestinal e aumentar a imunidade, prevenindo o aparecimento de doenças.

9. Pães integrais

Conhecidos como os vilões das dietas, os carboidratos são indispensáveis para o bom funcionamento do nosso corpo! Não é no verão que você vai retirá-los do seu cardápio, não é mesmo?

Porém, invista nos pães e biscoitos integrais, ótimos para gerar energia ao longo do dia, mas menos calóricos e com os mesmos valores nutricionais dos alimentos tradicionais.

10. Grãos e sementes

Que tal acrescentar chia, quinoa e linhaça à sua salada, suco ou mix de frutas? Ricos em fibras e vitaminas, os grãos e as sementes têm alto poder nutritivo e dão uma sensação de saciedade mais rápida, evitando o consumo exagerado de alimentos.

Esses ingredientes são bastante saudáveis e promovem diversos benefícios ao organismo. Fontes de selênio, magnésio e gorduras poli-insaturadas, eles contribuem para:

  • Regulação do índice glicêmico,
  • Melhora do sistema imunológico e intestinal,
  • Diminuição do colesterol e de inflamações,
  • Prevenção de doenças cardiovasculares.

Além disso, o consumo regular de grãos e sementes são ótimos aliados na perda de peso e na substituição da gordura corporal por massa magra.

Aposte nesses alimentos leves para o verão, com bastante água em sua composição, ricos em vitaminas e minerais, e com baixas calorias.

Além de ajudarem a manter a boa forma e o bom funcionamento do organismo, eles auxiliam a suportar de forma mais tranquila os dias mais quentes do ano.

Outra dica importante é não se esquecer de consumir cerca de 2 litros de água por dia para manter o corpo hidratado. Esse hábito reduz o desconforto e a indisposição!

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe com seus amigos! Aproveite e leia também sobre a importância da hidratação do corpo e alimentos que podem te ajudar.

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

O verão está aí, e na programação de muita gente já estão as praias, as piscinas, os clubes e os parques. É a época do ano mais esperada pelos amantes do sol e do bronzeado.

Mas nesta estação o cuidado com a exposição ao sol deve ser redobrado, pois os raios solares estão mais intensos e é fácil se distrair nas atividades ao ar livre e acabar se expondo excessivamente.

Para aproveitar o verão e se proteger dos danos causados pelo sol, listamos 5 maneiras simples para te ajudar nessa missão. 

Proteção solar

A radiação ultravioleta emitida pelo sol pode provocar diversas reações na pele, podendo até produzir danos mais graves como a queimadura solar e o câncer de pele.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) destaca a importância de se iniciar o uso de protetor solar ainda na infância, para minimizar os efeitos tardios dos raios ultravioletas.

De todos os agentes ambientais com potencial nocivo para a pele, o sol é o mais preocupante. Ele emite dois tipos de radiação ultravioleta; tipo A (UVA) e tipo B (UVB).

  • Radiação UVA – Tem uma intensidade de emissão constante durante todo o dia. Ela penetra mais profundamente na pele e tem efeito cumulativo, podendo provocar alterações celulares importantes como o fotoenvelhecimento e até mesmo o câncer de pele – chamados efeitos crônicos.
  • Radiação UVB – Essa, por sua vez, é mais intensa no verão e no horário compreendido entre 10h e 16h. Ela atinge a superfície da pele, provocando reações mais superficiais como: vermelhidão, calor local, queimaduras e manchas – chamados efeitos agudos.

Os efeitos cumulativos dos raios UVB também podem favorecer o desenvolvimento de câncer de pele. Além disso, é a radiação UVB que estimula a produção de Vitamina D.

Use protetor solar diariamente, principalmente no rosto, inclusive nos dias frios, nublados e chuvosos.  Mesmo nessas circunstâncias, 80% dos raios solares ainda ultrapassam as nuvens e atingem a superfície da Terra.

Mesmo dentro de casa, o uso de filtro solar é importante. Ele ajuda na proteção da pele contra a luz azul, emitida pelas lâmpadas, telas de computadores, TVs e celulares.

Esse tipo de radiação também é prejudicial para a pele e favorece seu envelhecimento. Se você fica muito exposto à equipamentos eletrônicos, certifique-se que o filtro solar que está utilizando te protege da luz azul.

Nos dias ensolarados, vale a pena se valer também de outros artefatos para proteger a pele dos raios ultravioletas, como chapéus, sombrinha e roupas com proteção UV.

Como se proteger dos danos causados pelo sol

Para se proteger e evitar as consequências da exposição prolongada ao sol, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) recomenda alguns hábitos de fotoproteção, que devem ser estabelecidos desde a infância. Fotoproteção é um conjunto de medidas com dois principais focos:

  • Redução do tempo de exposição ao sol;
  • Prevenção do desenvolvimento de danos agudos e crônicos dos raios ultravioletas na pele. 

As medidas adotadas no guia do Consenso Brasileiro de Fotoproteção são focadas na educação das pessoas. Ele orienta sobre a importância do cuidado da pele e da proteção contra os raios UVA e UVB.

Listamos a seguir 5 maneiras de se proteger dos raios solares, de forma simples e eficaz:

1. Use o protetor solar apropriado para a sua pele

A numeração do Fator de Proteção Solar (FPS) indica o grau de proteção que o filtro oferece contra queimaduras. Ou seja, se o filtro tem FPS 30, por exemplo, significa que a pele está 30 vezes mais protegida do que se não tivesse com o produto.

FPS fala apenas do grau de proteção contra raios UVB. O fator de proteção UVA é denominado FPUVA ou PPD. Por isso, é muito importante ler atentamente o rótulo do produto e verificar se o grau de proteção contra os raios UVA é adequado.

Tipos de protetor solar

Existem diferentes fórmulas de filtros solares disponíveis no mercado:

  • Gel – geralmente desenvolvidos para pele oleosas e com acne, conferindo um toque seco;
  • Creme – o creme é mais eficaz, mas geralmente contém uma textura mais oleosa;
  • Gel-creme – tem os mesmos benéficos do creme, mas contém toque seco, deixando a pele menos oleosa;
  • Spray – fórmula prática e de fácil aplicação, principalmente nas regiões com muito pelo;
  • – ótima opção para quem tem pele oleosa, sensível ou usa maquiagem o dia todo. É prático nas reaplicações durante o dia e ajuda a controlar a oleosidade;
  • Cápsulas – são usadas de forma conjunta com os protetores tópicos. Ele trabalha de forma interna, protegendo o DNA durante e após a exposição, porém não impede a penetração dos raios ultravioletas na pele. Por isso, é recomendado tomar o protetor solar em cápsulas e aplicar na pele o protetor solar comum.

Recomendações de uso

Quando falamos de protetores tópicos, devemos considerar as seguintes recomendações:

  • Use filtro solar diariamente. Aplique uma generosa camada nas áreas expostas ao sol, como rosto, pescoço, braços, mãos. Áreas como colo, lábios e orelhas também precisam de proteção, e geralmente são esquecidas nessa rotina. Então, aplique com cuidado, contemplando todas as áreas expostas.
  • Passe filtro solar com FPS de no mínimo 15. Se sua pele é muito clara e sensível, opte por protetores com FPS acima de 30.
  • Aplique o protetor no mínimo 30 minutos antes de se expor ao sol.
  • É recomendado reaplicar o protetor solar a cada 2 horas ou sempre que entrar na água ou transpirar muito.   
  • Todas as pessoas, independente da tonalidade de pele, devem aplicar protetor solar.
  • Bebês a partir de seis meses de vida também devem ser protegidos. Aplique um produto específico para a pele de bebê, indicado pelo pediatra.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) presume que aproximadamente 80% dos acúmulos de radiação solar que sofremos ao longo da vida acontecem até nossos 20 anos. Daí a importância da educação e do estabelecimento de hábitos de cuidados com a pele desde a primeira infância.

2. Evite horários com calor mais intenso

O melhor período do dia para tomar um banho de sol é nas primeiras horas do dia. Evite se expor excessivamente nos horários entre 10 horas da manhã e 4 horas da tarde, principalmente próximo ao meio-dia.

É justamente nesse período que há uma maior incidência de raios ultravioletas do tipo B, responsáveis por provocar as chamadas alterações agudas na pele, como vermelhidão, queimadura e manchas.

Dependendo da atividade, é impossível não se expor ao sol nesses horários, então, além de aplicar o filtro solar na pele, procure outras maneiras de se proteger do sol.

Se você sofre com manchas na pele, veja mais dicas no nosso post como clarear manchas na pele de forma segura e eficaz.

3. Outras maneiras de se proteger do sol

Protetores paliativos são todos os acessórios e artefatos que servem de barreira para a luz solar:

  • Utilize óculos de sol com proteção UV para proteger tanto a pele ao seu redor dos olhos quanto a visão;
  • Use roupas que cubram o corpo e proteja a pele da exposição ao sol;
  • Use acessórios como chapéus, bonés, viseiras e sombrinhas.
  • Caminhe na sombra. Veja a direção em que está o sol e procure andar do lado da rua com mais sombra. Isso vai ajudar a diminuir o contato dos raios solares com a pele.

Apesar de serem objetos simples e de uso comum, eles fazem toda diferença no dia a dia e são uma barreira física para os raios do sol.

4. Use roupas com proteção UV

Já é possível encontrar no mercado roupas com uma tecnologia diferenciada, em que os fios do tecido conseguem bloquear até 98% da ação dos raios ultravioleta em seu corpo.

Isso acontece porque os fios apresentam dióxido de titânio em sua composição, que é uma substância com poder bloqueador dos raios do sol.

Essas roupas são uma ótima alternativa para praticantes de ciclismo, escalada, trilha e outras atividades ao ar livre.

5. Alimente-se bem

Uma alimentação balanceada, com nutrientes adequados, pode ajudar a proteger a pele dos danos causados pelo sol.  

As Vitaminas E e C, por exemplo, atuam como antioxidantes e reparam os danos causados pelos raios ultravioletas. Aposte em alimentos ricos nessas vitaminas como:

  • Acerola;
  • Goiaba;
  • Espinafre;
  • Castanhas;
  • Azeite extra virgem.

A Vitamina C de uso tópico também é uma grande aliada para pele. Sua aplicação diária auxilia no clareamento de manchas e na uniformização do tom da pele. Ela pode ser encontrada em séruns clareadores que não podem faltar na sua rotina de skincare.

O Polypodium leucotomos é uma planta que apresenta propriedades anti-inflamatórias, sendo considerada o primeiro protetor solar em cápsulas com eficácia aprovada pelos dermatologistas. Estudos demonstraram que seu uso é capaz de bloquear o excesso de produção de mediadores inflamatórios que causam a vermelhidão da pele quando exposta ao sol.

O Pycnogenol é um extrato natural com ação antioxidante que protege a pele dos efeitos danosos dos radicais livres e previne o envelhecimento e a formação de manchas.

As Farmácias de Manipulação dispõem de diversos suplementos vitamínicos que podem te ajudar a incrementar sua nutrição e favorecer os cuidados com a saúde da pele.

Vale a pena lembrar que existem fórmulas especiais para o corpo, o rosto, os lábios e o cabelo, então, use o filtro solar específico para cada área do corpo.

O sol não é um vilão

Apesar de falarmos muito dos danos causados pelo sol e orientarmos o uso constante de protetores, ele não um vilão. Na verdade, necessitamos dos raios solares.

Muitas funções no nosso corpo só são possíveis com a presença de Vitamina D, e sua produção é estimulada pelos raios solares, especificamente o UVB.

Crianças e adolescentes, em fase de crescimento, precisam da luz do sol para seu desenvolvimento. Tanto que, uma das recomendações dos médicos é o banho de sol, que deve ser feito de acordo com a orientação, nos horários adequados e por tempo determinado.

O banho de sol também é uma recomendação importante para os idosos, pois a Vitamina D ajuda a fortalecer os ossos, evitando quadros de osteoporose e suas complicações. 

A Vitamina D é fundamental para a saúde dos ossos, da mente, para o fortalecimento do sistema imunológico, e várias outras funções essenciais para a saúde do organismo. 

Por isso, temos que entender que o que faz mal é a exposição prolongada e excessiva aos raios ultravioletas. A exposição moderada faz bem e é importante para nossa saúde e bem-estar.

Consulte um dermatologista e use o protetor solar mais adequado para sua idade e seu tipo de pele. Fique atento a qualquer alteração na cor natural e ao surgimento de manchas. Um acompanhamento profissional favorece a manutenção da saúde e o diagnóstico precoce de qualquer doença, possibilitando tratamentos mais eficazes.   

E você, já tem o hábito de usar protetor solar e outros protetores paliativos? Deixe seu comentário! Agora que você aprendeu como se proteger dos danos causados pelo sol, compartilhe com seus amigos!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Se você sofre com essas indesejadas marquinhas na pele e está em busca de formas eficazes prevenir e tratar estrias, este post é para você!

Alguns tratamentos para estrias são bastante eficazes e podem melhorar a aparência das estrias. Neste post separamos alguns procedimentos considerados os mais efetivos.

O que é estria

Estrias são marcas causadas pelo rompimento de fibras de colágeno e elastina que sustentam a pele. Alterações hormonais, rápido crescimento na puberdade, ganho de peso excessivo e aumento rápido de massa muscular são os principais motivos que acabam provocando essas marcas que tanto incomodam, principalmente as mulheres.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), estria é uma atrofia tegumentar adquirida, ou seja, é uma “cicatriz” formada pelo rompimento das fibras elásticas e colágenas, que são as responsáveis por conferir a firmeza da pele. 

A estria tem caráter unicamente estético. Não é uma doença e não oferece nenhum risco para a saúde, portanto, não tem “cura”. Mas mesmo não sendo possível eliminá-las completamente, é possível amenizar ou disfarçar sua aparência. 

As estrias podem ocorrer em homens e em mulheres, mas são as mulheres que apresentam uma maior predisposição e sofrem mais com essas marcas indesejadas.

As estrias ocorrem nas áreas em que há uma distensão excessiva ou abrupta da pele. Apesar de poder surgir em qualquer lugar do corpo, as áreas mais afetadas são:

  • Nádegas;
  • Coxas;
  • Barriga;
  • Costas;
  • Seios;
  • Braços.

O que causa estria

Essa distensão excessiva e abrupta da pele pode ser induzida por questões genéticas e hormonais, mas existem outros fatores que propiciam o surgimento de estrias como:

  • Crescimento acelerado, o que é comum na adolescência;
  • Atividade física intensa com hipertrofia muscular;
  • Implantes de silicone, principalmente mamários;
  • Gravidez;
  • Obesidade;
  • Uso prolongado de corticoides.

Recuperar as fibras rompidas não é tarefa fácil, mas a reposição de colágeno pode ajudar na prevenção de estrias, pois melhora o tônus da pele.

Saiba mais sobre o colágeno e confira o que realmente ele pode fazer pela sua saúde e beleza lendo nossos post Colágeno: descubra mitos e verdades sobre esse suplemento.

Fases da estria

Ao contrário do que se pensa, não existem diferentes tipos de estria. O que ocorre, na verdade, é uma evolução.

  • Estágio inicial – As estrias recentes são mais lineares e de cor rosada, vermelha ou roxa, pois ainda existe um processo inflamatório no local.
  • Estágio tardio – As estrias envelhecidas apresentam coloração branca, variando a espessura e a largura, podendo ser superficiais, finas, profundas ou largas.

Para cada fase da estria, os profissionais sugerem um determinado tipo de intervenção, por isso, é sempre recomendável procurar a avaliação de um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

O ideal é que se inicie um tratamento logo quando elas surgem, quando ainda estão rosadas ou avermelhadas. Nessa fase inicial, os resultados são bem satisfatórios, podendo inclusive evitar a instalação permanente da estria, já que ainda existe uma circulação presente no tecido, o que facilita a sua regeneração.

Quando a estria já está instalada, ou seja, com a cor branca, não tem como eliminá-la. Mas existem procedimentos estéticos que podem amenizar satisfatoriamente seu aspecto.

É importante desenvolver bons hábitos de cuidados com a pele e sempre procurar um profissional capacitado para quaisquer procedimentos estéticos e dermatológicos.

Como tratar estrias

Os tratamentos oferecidos podem ser feitos de forma isolada ou associados. O resultado vai depender da resposta do organismo e do protocolo aplicado pelo profissional.

Em geral, para tratar estrias é necessário agredir o local para que a pele reaja e comece um processo de renovação, produzindo colágeno e elastina, o que suaviza o aspecto da estria.

É importante destacar que alguns tratamentos não são indicados para gestantes, lactantes ou pessoas com hipertensão e problemas cutâneos. Separamos alguns dos tratamentos considerados os mais eficazes:

Radiofrequência fracionada

Essa tecnologia permite que ondas eletromagnéticas sejam disparadas sobre a pele, atingindo as camadas mais profundas com grande energia e calor intenso, causando pequenas queimaduras no local.

Esses micropontos lesionados na pele estimulam a produção das fibras de colágeno. Como efeito, ocorre uma reorganização do tecido de sustentação, permitindo que as bordas das estrias se aproximem e fiquem mais finas.

Durante a aplicação, não ocorre nenhum dano à superfície da pele (epiderme), que se mantém resfriada e protegida. Essa é uma grande vantagem da radiofrequência, pois minimiza a ocorrência de manchas na pele após a aplicação.

A radiofrequência fracionada também é indicada para tratar a flacidez facial, outras cicatrizes, rugas e manchas causadas por acnes ou pelo sol. É capaz de fechar os poros, melhorando a textura da pele, deixando-a com aspecto regular e uniforme.

É um método considerado seguro e eficaz quando realizado por profissional devidamente treinado e habilitado. O procedimento pode ser realizado em consultório e a aplicação de um anestésico local é o suficiente para controlar a dor.

É necessário o uso de protetor solar no local da aplicação e não é recomendado expor a área tratada ao sol na primeira semana. Em alguns casos, após 4 sessões, já é possível ver uma melhora de até 60% das estrias.

Atenção! Esse procedimento não pode ser realizado sobre peças metálicas e nem sobre peles com algum tipo de irritação ou processo inflamatório, como acnes.

É contraindicado para pessoas que possuem marca-passo, lactantes, gestantes, peles com tendências a queloides e com outras doenças fotossensíveis. Cada caso deve ser avaliado de maneira individual por um profissional capacitado.

Laser fracionado

Apesar de ter um funcionamento similar ao da radiofrequência, o laser fracionado usa uma fonte de energia diferente. Seu principal alvo é a água presente na derme, que é aquecida e acaba por causar uma vaporização celular, formando microcolunas de destruição. 

Esse processo estimula a retração e a reorganização tecidual no local. A remodelação do colágeno e a contração das fibras diminuem a flacidez e amenizam as estrias.

O laser fracionado pode melhorar o aspecto das estrias em qualquer fase: vermelhas (recentes), brancas (envelhecida), superficiais ou profundas. Os resultados são bem satisfatórios e podem chegar a tornar as estrias quase imperceptíveis.

Também é indicado para melhorar flacidez, rugas, olheiras, manchas, cicatrizes traumáticas e cirúrgicas, promovendo rejuvenescimento da pele.

A aplicação de um anestésico local é o suficiente para controlar a dor e o procedimento é rápido e seguro. É importante seguir todas as recomendações após o procedimento para diminuir os efeitos colaterais e facilitar a recuperação.

É preciso usar o protetor solar no local da aplicação e não é recomendado expor a área tratada ao sol nas primeiras semanas.

Você pode optar pelo protetor solar mineral No Red 40 é hipoalergênico e contém em sua composição substâncias com atividades antioxidantes, anti-inflamatórias, regeneradora e hidratante que promovem a reestruturação da barreira cutânea. É indicado para peles delicadas e frágeis (pós-peeling, pós-laser, pós-cirúrgia), proporcionando alta proteção contra queimaduras solares.

Atenção! Esse procedimento não é recomendado para pessoas com doenças fotossensíveis, grávidas, pacientes em tratamento imunossupressor e pacientes com problemas de cicatrização ou queloides. Cada caso deve ser avaliado de maneira individual por um profissional capacitado.

Intradermoterapia

Também conhecida como mesoterapia, a intradermoterapia consiste na aplicação de pequenas injeções ao longo da estria, com substâncias específicas que estimulam a produção de colágeno e elastina, promovendo o preenchimento da estria de dentro para fora.

O procedimento é considerado seguro e efetivo, pois é direcionado ao local alvo, sem afetar regiões próximas. Não há necessidade de repouso ou restrições para a recuperação, embora o tratamento possa ser um pouco dolorido em decorrência das picadas. A melhora do aspecto das estrias pode chegar a 50% depois do segundo mês.

É uma técnica minimamente invasiva e sem muitos efeitos colaterais. As maiores complicações estão relacionadas a reações alérgicas do paciente aos componentes injetados. Por isso, é muito importante uma completa anamnese antes de iniciar o tratamento.

A intradermoterapia também pode ser aplicada no tratamento de celulite, gordura localizada, flacidez, envelhecimento cutâneo e alopecia (grande queda de cabelo em uma região localizada do couro cabeludo).

Tratamento tópico

Outra possibilidade para tratar estrias está na aplicação de cremes, que podem auxiliar na hidratação da pele permitindo que ela se renove mais rapidamente, produzindo assim, mais colágeno.

O tratamento com cremes, em geral, costuma ser mais demorado e os resultados podem aparecer em até um ano após a primeira aplicação. Em geral, os especialistas recomendam associar o uso de creme com outros tratamentos mais potentes.

O EPIfactor® é um ativo composto pelo Fator de Crescimento Epidermal (EGF), que favorece a proliferação celular e a síntese de proteínas da matriz dérmica que compões a pele. É um ótimo coadjuvante no tratamento de estrias, pois potencializa os resultados dos procedimentos estéticos, estimulando a regeneração cutânea e a cicatrização.

Peeling químico

No peeling químico, é aplicado um ou mais agentes esfoliantes que causam uma “destruição” de parte da pele, provocando um processo de renovação tecidual.

Esse processo pode atingir as três camadas da pele, dependendo do tipo de tratamento recomendado: peeling superficial, médio ou profundo. É importante que seja realizado por um profissional capacitado, que saberá escolher e aplicar o peeling mais recomendado para cada necessidade.

O Tegum® é um creme à base de óleo de andiroba, que fornece colágeno, óleos vegetais e vitaminas A e E em uma base biocompatível, devolvendo ao tecido a vitalidade e a hidratação. Seu uso é indicado para cuidar da pele pós-peeling, pois tem efeito anti-inflamatório e cicatrizante.

Cuidados para prevenir estrias

Adotar hábitos alimentares saudáveis são importantíssimos para a saúde da pele, pois tudo o que ingerimos reflete não só no funcionamento do nosso organismo, mas também na nossa aparência. Existem certos cuidados que ajudam a prevenir o aparecimento de estrias:

  • Beber bastante água;
  • Usar hidrantes corporais específicos para seu tipo de pele;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Manter hábitos de vida saudáveis que ajudem no controle do peso corporal.

Quanto mais saudáveis são os alimentos consumidos, melhor é a saúde e o aspecto da pele. Confira alguns hábitos que listamos para aumentar a elasticidade da pele e reduzir a flacidez.

Não deixe a estria limitar sua liberdade. Já existem várias opções para tratar e prevenir estrias de forma segura e amenizar essas marcas, revigorando a saúde da pele.

Procure um profissional habilitado e de confiança, tome todos os cuidados pré e pós-tratamento e aproveite dos benefícios que a tecnologia estética tem para oferecer!

Já fez algum tratamento para estrias ou pretende fazer? Deixe seu comentário! Queremos muito conversar com você!

Conheça a BS Pharma!

BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Conhecida também como alopecia, a queda de cabelo excessiva é uma das principais preocupações estéticas da atualidade. Existem várias causas relacionadas e tratamentos indicados, que têm mais eficácia quando iniciados logo quando os fios começam a cair.

Principais tipos de queda de cabelo

Segundo o Ministério da Saúde, cair de 50 a 100 fios de cabelo por dia é normal – número insignificante comparado aos quase 150 mil que temos em todo o couro cabeludo. O problema surge quando ocorre uma queda mais acentuada dos cabelos, o que pode causar preocupação e afetar sua autoestima.

Alopecia areata

A alopecia areata é caracterizada pela perda de cabelo em regiões delimitadas e pode atingir cerca de 1% a 2% da população, tanto homens, quanto mulheres de qualquer idade, sendo que, em até 42% dos casos, ela é hereditária.

Os genes que determinam a alopecia areata podem sofrer a interferência de fatores ambientais como o estresse, por exemplo. Isso desencadeia uma resposta imunológica que ataca a raiz dos cabelos e pode afetar especialmente indivíduos com:

  • Diabetes,
  • Lúpus,
  • Vitiligo,
  • Rinite,
  • Problemas na tireoide.

O tratamento requer acompanhamento médico e geralmente é preciso fazer uso de corticoides de uso tópico. Portanto, se esse é o seu caso, procure um dermatologista para determinar o tratamento adequado.

Alopecia androgenética

A alopecia androgenética ou androgênica é um problema que pode levar à perda total ou parcial dos cabelos, especialmente no topo ou nas laterais da cabeça. Apesar de ser rara em mulheres, também pode ocorrer pelo mesmo fator hereditário. Nos homens, ocorre com maior frequência, já que cerca de 15% deles herdam o gene da calvície do pai.

Nos homens, a queda de cabelo em alguns casos ocorre em função da presença da Di-hidrotestosterona, hormônio produzido a partir da testosterona e da enzima 5-alfa redutase.

Esse tipo de queda recebe o nome de alopecia androgênica, que além de ser adquirida geneticamente, também pode ser causada por mudanças hormonais. A melhor forma de tratá-la é usando produtos que inibam a ação dessa enzima ou diminuam os efeitos causados pela Di-hidrotestosterona (DHT).

Apesar ser mais comum nos homens, também pode ocorrer nas mulheres, já que elas também produzem testosterona, mesmo que em níveis bem menores.  O Minoxidil é um vasodilatador com excelente ação no combate à queda porque consegue reverter a ação da DHT e melhorar a vascularização dos folículos.

Outros ativos ainda podem ser associados à fórmula para potencializar o seu efeito e proporcionar resultados mais rápidos e duradouros. A enzima 5-alfa redutase pode ter a sua ação inibida também por ativos de uso oral. O Zinco é um mineral que tem essa ação e pode ser encontrado em alguns suplementos vitamínicos específicos para o fortalecimento dos cabelos.

A queda capilar só não pode ser revertida nos casos em que ocorre a obstrução do folículo piloso, que quando chega nesse estágio não responde mais ao tratamento. Nesses casos, a única alternativa que resta é optar pelo transplante capilar realizado apenas por profissionais especializados.

Alopecia difusa

A alopecia difusa é caracterizada pela queda de cabelo progressiva e generalizada, ou seja, não atinge um local específico. Tanto homens quanto mulheres podem ser afetados e ela está relacionada ao uso de medicamentos, alimentação e fatores endócrinas, especialmente relacionadas à tireoide.

Alopecia cicatricial

A alopecia cicatricial ocorre devido a alguma má formação genética ou lesão no folículo piloso, como queimadura ou corte no couro cabeludo.

Principais causas da queda de cabelo

Além dos fatores genéticos, a queda de cabelo pode ser ocasionada por diversos outros motivos que estão listado a seguir:

Carência de nutrientes

Dietas muito restritivas ou pobres em vitaminas e minerais podem sim desencadear a queda de cabelo. Os folículos pilosos demandam grande quantidade de minerais, como o zinco e o ferro, para crescer. Já as vitaminas se encarregam de fortalecer as estruturas capilares.

O Pill Food é um suplemento composto por vitaminas e aminoácidos essenciais para os cabelos. A associação de diversos nutrientes na quantidade diária recomendada pode auxiliar na redução da queda capilar e ainda estimular o crescimento saudável dos fios.

Mudanças hormonais

As mulheres costumam ser mais susceptíveis a queda de cabelo de origem hormonal, pois convivem com alterações nos seus níveis de hormônios durante toda a vida:

  • Puberdade,
  • Uso de pílulas anticoncepcionais,
  • Gravidez,
  • Pós-parto,
  • Menopausa.

O acompanhamento de um endocrinologista é fundamental para identificar a origem do problema e realizar o tratamento específico. A queda de cabelo provocada pela gravidez e pós-parto são temporárias, e logo se normalizam.

Nesses casos, a suplementação com vitaminas e minerais pode proporcionar um ótimo resultado, uma vez que a gestação demanda uma maior quantidade de nutrientes no organismo.

Anemia

A deficiência de ferro pode ser causada por descontrole hormonal, inflamações, infecções ou mesmo carência nutricional, como citado acima. Além de sintomas como cansaço, dor de cabeça e fraqueza, a falta de ferro pode comprometer o crescimento dos cabelos e fragilizar os fios.

Nesse caso, é fundamental tratar a anemia através da suplementação com polivitamínicos que apresentem em sua composição ferro, Vitamina C e as vitaminas do Complexo B, em especial a Biotina.

Estresse

O estresse faz com que o organismo necessite de mais nutrientes do que o normal, mobilizando as reservas destinadas a outras partes do corpo. Além disso, nessas situações há maior produção de cortisol, hormônio que reduz a produção dos fios nos folículos.

O aumento do estresse eleva a demanda desses nutrientes no sistema imunológico e causa uma deficiência no couro cabeludo. Suplementos contendo vitaminas e minerais conseguem equilibrar essa deficiência e controlar os níveis de cortisol.

Agressões térmicas e químicas

Cuidar da aparência é importante, mas algumas pessoas podem ter uma fragilidade maior quanto ao uso de secador, chapinha e produtos químicos.

A recomendação é usar os aparelhos ocasionalmente e hidratar os fios após a aplicação de tinturas. Esses procedimentos implicam na perda da queratina, proteína fundamental para a manutenção da força e tração dos fios, e a sua falta deixa os cabelos sem vitalidade e quebradiços.

A queratina pode ser reposta com aplicações capilares ou com a suplementação. Procure um profissional especializado antes de aplicar qualquer produto nos cabelos. Vale a pena gastar um pouco mais no salão do que reparar os danos causados aos cabelos em tratamentos caseiros!

Micoses

O couro cabeludo pode ser afetado por micoses, levando à queda de cabelo localizada. Banhos quentes, excesso de suor e contato direto com o fungo são algumas das causas.

A infecção por fungos geralmente é acompanhada por descamação no local. Nesse caso, procure um dermatologista, esse profissional é capaz de analisar a lesão e determinar o tratamento adequado.

Uso de Medicamentos

A quimioterapia é o tratamento medicamentoso mais conhecido por causar queda de cabelo. No entanto, medicamentos para tratamento da artrite, depressão, problemas cardíacos e pressão alta também podem agravar o problema. Converse com seu médico sobre esse efeito colateral.

Envelhecimento

Quando envelhecemos, os cabelos se tornam mais fracos devido à diminuição da espessura do couro cabeludo e à menor quantidade de nutrientes que chegam ao local.

Com a idade, também aumenta a produção de radicais livres que contribuem para o envelhecimento e reduzem a absorção de nutrientes importantes para a formação dos fios capilares. Nessa fase é importante complementar a alimentação com suplementos contendo vitaminas, minerais e antioxidantes.

Independentemente da causa da queda de cabelo, sempre procure um profissional que possa te ajudar. Dermatologistas, endocrinologistas e nutricionistas são os mais recomendados para indicar os tratamentos de acordo com o seu quadro.

Ficou com alguma dúvida? Então escreva aqui nos comentários. Aproveite e leia também nosso post com 5 passos para manter os cabelos fortes e saudáveis!

Conheça a BS Pharma!

A BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Dor no estômago, indigestão, azia, enjoo e vômito estão entre os sintomas da gastrite. Existem alimentos que pioram a indisposição e outros alimentos que são aliados no alívio da acidez e na melhora da digestão.

Se você sofre com seu estômago, esse post é para você! Vamos apresentar alguns alimentos para melhorar os sintomas da gastrite que você pode incluir na sua dieta. Boa leitura!

Saúde Digestiva

Cuidar do sistema digestivo é tão importante que, para conscientizar e educar a sociedade sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento precoce, a Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO) instituiu o dia 29 de maio como o Dia Mundial da Saúde Digestiva.

Em 2020, a campanha abordou a importância do equilíbrio da microbiota intestinal na saúde e na prevenção de doenças. Nosso aparelho digestivo contém dezenas de trilhões de microrganismos e mais de 1.000 espécies de bactérias, como os lactobacillus, que desempenham funções importantes no corpo humano.

Entre os problemas digestivo que afetam a saúde do indivíduo temos a gastrite, que é uma inflamação estomacal que pode vir combinada ou não com uma lesão na mucosa gástrica (camada que reveste a parede do estômago).  Os sintomas são causados pelo ataque dos sucos digestivos a essa mucosa inflamada e sensível.

Sintomas da gastrite

Gastrite é o nome dado ao processo inflamatório que atinge a parede interna do estômago da mucosa interna do estômago que provoca dor intensa, azia e queimação. Existem, basicamente, três tipos de gastrite:

Gastrite Aguda

Quando os sintomas se apresentam de forma repentina e duram por um curto período. Geralmente está associada a um agente causador como: alimentos gordurosos, condimentos, medicamentos, infecções.

Sintomas frequentes: desconforto durante as refeições, inchaço e queimação no estômago, soluços, gases, náuseas e perda de peso;

Gastrite Crônica

Quando os sintomas persistem por um longo tempo. Na maioria das vezes o agente causador é a bactéria Helicobacter pylori (H. pylori).

Sintomas frequentes: mal gosto na boca, constipação, perda de apetite, inquietação, dores de cabeça, fraqueza, palidez e perda de peso;

Gastrite Atrófica

É similar à gastrite crônica, mas aqui acontece a perda de células das glândulas gástricas, que são posteriormente substituídas por células intestinais e fibrosas. Neste caso, os nutrientes são pouco absorvidos, e há risco de resposta autoimune.

Sintomas frequentes: dor abdominal, indigestão, refluxo, gases, falta de apetite e perda de peso. 

Mas saiba que estresse, ansiedade e nervosismo não causam gastrite! O que acontece é que o estado nervoso pode estimular a produção de ácido gástrico e isso aumentar a irritação na mucosa, piorando os sintomas.

Em outros casos, quando a pessoa não apresenta nenhuma alteração na mucosa do estômago, sintomas semelhantes ao da gastrite podem acontecer em consequência de um estado emocional alterado. O que popularmente chamamos de “gastrite nervosa” é na verdade denominado de Dispepsia Funcional.

Gastrite x Úlcera

Vale ressaltar aqui a diferença entre gastrite e úlcera. Enquanto a gastrite é só o processo inflamatório da mucosa, a úlcera é uma ferida. Uma gastrite não tratada pode evoluir para uma úlcera devido a agressão prolongada dos ácidos gástricos à mucosa inflamada e desprotegida.

Por isso, o acompanhamento médico é importantíssimo! A gastrite pode ser tratada e curada, mas também pode voltar a ocorrer. O diagnóstico correto e o tratamento adequado, associados a uma mudança na alimentação e nos hábitos de vida, são primordiais para um resultado positivo e duradouro.

Como melhorar os sintomas da gastrite

A Federação Brasileira de Gastroenterologia (FGB) elaborou a cartilha: O Importante Papel das Dietas para a Saúde Digestiva  com o objetivo de orientar um melhor hábito alimentar para a promoção da saúde digestiva, com base no entendimento de que uma alimentação equilibrada com aporte suficiente de calorias e nutrientes é fundamental para o bem-estar digestivo.

Evite passar muito tempo sem se alimentar. Distribua bem suas refeições durante o dia: tenha um bom café da manhã, almoço e jantar, incluindo pequenos lanches nos intervalos das principais refeições.

Se você costuma ficar muito tempo em jejum e sofre de desconforto gástrico, comece uma reeducação alimentar já! É só ler nosso post 5 Passos para uma Reeducação Alimentar que você vai receber ótimas dicas.

Para evitar a inflamação gástrica e ajudar a melhorar os sintomas da gastrite vale a pena seguir as seguintes recomendações:

  • Mastigue bem os alimentos;
  • Não fique muito tempo em jejum;
  • Evite as frutas ácidas e dê preferência para verduras e carnes magras;
  • Evite o consumo de alimentos gordurosos, condimentados e frituras;
  • Evite o cigarro;
  • Evite tomar café ou outras bebidas que contenham cafeína;
  • Não exagere na bebida alcoólica nem no consumo de refrigerantes;
  • Evite o uso de analgésicos e anti-inflamatórios não esteroidais.

Procure sempre um médico quando tiver sintomas persistentes de azia, má digestão, queimação, refluxos e distensão abdominal mesmo depois de comer uma pequena porção de comida.

Conheça alimentos para melhorar os sintomas da gastrite

Cranberry

Cranberry é a fruta de uma planta nativa da América do Norte com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que contribuem para a redução da inflamação gástrica e intestinal.

Você pode encontrar a Cranberry na forma de fruta natural, desidratada, pó e em cápsulas.

Alecrim

O Alecrim é um grande aliado no alívio dos sintomas da má digestão. Diminui a produção de gases, alivia os sintomas de azia, diarreia e constipação. Sua propriedade antibacteriana ajuda no tratamento de gastrite crônica, causada pela bactéria H. pylori.

Alecrim também é utilizado para combater dores de cabeça, infecções e, por melhorar a circulação sanguínea no cérebro, contribui para a melhora da saúde mental. Além disso, auxilia no combate à ansiedade e é um ótimo diurético.

Você pode consumir o alecrim como tempero na preparação de suas refeições ou pode optar por fazer um delicioso chá.

Você encontra, ainda, óleo essencial de alecrim, que é uma ótima opção para sua aromaterapia.  Não conhece a aromaterapia e o poder dos óleos essenciais? Então, é só conferir nosso post Aromaterapia: conheça os benefícios dos óleos essenciais.

Hortelã

Hortelã também ajuda a aliviar a acidez estomacal e os sintomas da gastrite como gases, azia e até a cólica. Se você for adepto aos chás, pode tomar uma xícara, pelo menos 30 minutos antes de cada refeição. Ele vai ajudar na digestão e a diminuir os enjoos.

Hortelã é amplamente utilizado no tratamento de resfriados, para acalmar e aliviar o estresse, aliviar as dores de garganta, mau hálito, diarreia e dores musculares.

Você pode aproveitar os benefícios da hortelã de várias formas. Pode utilizar as folhas para compor a salada, pode usar para temperar os alimentos, pode acrescentar no preparo do seu suco natural ou fazer um chá.

Gengibre

O Gengibre possui atividade anti-inflamatória, antioxidante, termogênica, podendo ajudar no controle da H. pylori.

Sua principal propriedade farmacológica é sua ação protetora do trato gastrointestinal.  Gengibre é um grande aliado no tratamento e no alívio de náuseas, dores de estômago, vômitos, diarreias, flatulências e úlceras gástricas.

O Gengibre pode ser consumido de variadas formas: puro, em sucos, no preparo de refeições, na forma de chá e em cápsulas. Se você sofre de gastrite ou sente qualquer desconforto gástrico, escolha o preparo que melhor lhe agrade e aproveite as propriedades do gengibre.

Mas atenção! Pessoas com hipertensão, alergia respiratória, cálculos biliares, mal de Parkinson, ou que fazem uso de anticoagulantes devem consultar seu médico antes de fazer uso de gengibre em cápsulas.

Frutas

Quem tem gastrite deve evitar frutas ácidas, como limão, abacaxi, laranja e outras frutas cítricas, para não agravar os sintomas.

Algumas frutas são as mais recomendadas para quem está sofrendo de gastrite, pois ajudam a proteger o estômago e a diminuir a acidez. São elas:

  • Goiaba;
  • Maçã;
  • Banana;
  • Pera;
  • Mamão;
  • Melão.

É recomendado comer de duas a quatro frutas todos os dias. Coma como sobremesa após o almoço ou jantar, coma no café da manhã ou no lanche da tarde. Se preferir, você também pode fazer um suco natural, inclusive, cominando duas ou mais frutas.

Probióticos

Probióticos são microrganismos que proporcionam benefícios nosso corpo quando ingeridos em quantidade suficiente. No sistema digestivo, são formadores de colônias que protegem as mucosas, impedindo a absorção de toxinas, substâncias alergênicas e microrganismos indesejados.

Bactérias probióticas como lactobacilos e bifidobactérias são uma ótima opção para ajudar na recomposição da flora intestinal e aliviar os sintomas da gastrite.

Probióticos são grandes aliados para a promoção da saúde, pois atuam na redução de processos inflamatórios, além de regular a permeabilidade intestinal e estimular a produção de anticorpos que aumentam a imunidade, prevenindo o aparecimento de doenças.

Você encontra probióticos facilmente nas Farmácias de Manipulação. Associe sempre uma boa alimentação à prática de atividade física, beba bastante água e escolha bem o que você come! A saúde digestiva é fundamental para uma boa qualidade de vida!

Gostou das dicas? Já sabia do poder desses alimentos no cuidado da gastrite? Deixe um comentário e compartilhe conosco sua experiência, será um prazer conversar com você!

Leia também nosso post 7 dicas para melhorar a digestão e confira alguns hábitos bem simples que irão te ajudar a regularizar o funcionamento do seu aparelho digestivo.

Conheça a BS Pharma!

A BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!

Com o passar dos anos é natural que o corpo diminua seu metabolismo e sua capacidade de absorção de nutrientes e, por isso, a dieta das pessoas que já estão na terceira idade deve ser bem pensada.

O uso de suplementos é uma ótima estratégia para manter o corpo nutrido, saudável e evitar o desenvolvimento ou o agravamento de doenças.

Continue lendo este post que vamos lhe falar sobre a importância da suplementação na terceira idade e dar dicas de como envelhecer de forma saudável.

Envelhecimento populacional

A população mundial está passando por uma mudança demográfica e, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a estimativa é que o Brasil tenha, até o ano de 2060, cerca de 26% da população nacional acima dos 60 anos de idade.

Por isso, é tão importante o desenvolvimento de programas voltados para a terceira idade, bem como para os jovens e adolescentes, para que envelheçam saudáveis e com melhor qualidade de vida. A exemplo disso, temos o Caderno de Atenção Básica – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, que tem como objetivo reafirmar as necessidades da população idosa na Atenção Básica de Saúde.

Processo biológico do envelhecimento

O envelhecimento do corpo é caraterizado pelo reflexo das diversas mudanças biológicas ocorridas no decorrer da vida.

O organismo diminui sua capacidade de resposta a estímulos e pode reduzir a produção de proteínas e de hormônios. Algumas mudanças comuns na terceira idade são:

  • Aumento do índice de gordura corporal – o metabolismo mais lento propicia o acúmulo de gordura, principalmente na região abdominal e visceral.
  • Perda de massa muscular (sarcopenia) – ocorre principalmente pela deficiência de proteínas e alterações hormonais.
  • Perda de colágeno e de água – que dá a característica enrugada da pele, que fica mais fina e com menos elasticidade.
  • Diminuição da qualidade da visão – duas das principais causas da perda da qualidade da visão dos idosos são: catarata e degeneração macular relacionada a idade (DMRI).
  • Osteoporose – é a diminuição da densidade dos ossos, tornando-os mais fracos e propícios a quebras. Ocorre principalmente pela deficiência de cálcio e vitamina D.

Nutrição na terceira idade

Com o avançar da idade, acontecem mudanças fisiológicas que diminuem a capacidade do organismo de absorver, metabolizar e produzir substâncias importantes para o funcionamento adequado do corpo. Por isso, é preciso uma atenção especial à dieta dos idosos.

Quadros de desnutrição são comuns em pessoas na terceira idade, e podemos dizer que os principais fatores responsáveis são:

  • Diminuição da capacidade de absorção dos nutrientes;
  • Dificuldade de se alimentar;
  • Diminuição da quantidade de alimento ingerido;
  • Metabolismo alterado;
  • Alimentação com baixo valor nutricional.

As principais consequências da desnutrição na saúde da pessoa idosa são:

  • Maior risco de quadros infecciosos;
  • Agravamento de doenças pré-existentes;
  • Comprometimento da função respiratória;
  • Perda de massa muscular;
  • Fraqueza física;
  • Maior possibilidade de quedas e fraturas;
  • Problemas estomacais e intestinais;
  • Desidratação;
  • Maior dificuldade de cicatrização;
  • Depressão.

Muitas disfunções e doenças podem ser evitadas ou amenizadas quando se adota hábitos saudáveis no decorrer da vida. Dentre eles podemos destacar a prática de atividade física, a manutenção de uma alimentação equilibrada e o acompanhamento médico periódico.

Pra te ajudar a envelhecer bem e com saúde, leia nosso post Como Criar Hábitos para um Envelhecimento Saudável.

Suplementação na terceira idade

A desnutrição compromete a saúde das pessoas e se tratando de idosos, esse quadro pode ter consequências ainda mais graves. Veja como os suplementos podem melhorar a qualidade de vida na terceira idade.

Reposição de massa muscular

A sarcopenia está diretamente associada ao envelhecimento e é caracterizada pelo baixo índice de massa muscular, menor força nos músculos e menor desempenho físico.

É uma doença que causa fragilidade e fraqueza ao indivíduo, que tem dificuldades em sustentar o corpo e realizar movimentos. Essa condição favorece a ocorrência de quedas, fraturas, dificuldade de desempenhar atividades básicas do dia a dia, dependência de cuidado, hospitalização recorrente e sérias complicações.

Algumas ações simples podem ajudar a evitar a perda de massa magra, aumentar a força e melhorar o desempenho físico:

  • Praticar atividade física de forma frequente, respeitando as limitações do corpo. É recomendado ter um acompanhamento profissional para evitar lesões por execução errada dos movimentos ou sobrecarga de peso;
  • Suplementação de aminoácidos essenciais, que são aqueles que não são produzidos naturalmente pelo corpo, mas que são de extrema importância para o bom funcionamento do organismo. Os aminoácidos essenciais são capazes de potencializar a síntese de proteínas, preservar a massa muscular, oferecer mais força e tônus, reduzindo a flacidez;
  • Dieta rica em proteínas, para promover a reconstrução e a manutenção da massa muscular.

Lembre-se de consultar um profissional especializado para elaborar um plano alimentar adequado e determinar as quantidades e os tipos de nutrientes que devem ser suplementados.

Leia também nosso post Alimentos para Melhorar o Desempenho Físico.

Melhora da qualidade da visão

Vitaminas e mineiras são grandes aliados para a vitalidade da pele, dos cabelos, e essenciais para a saúde dos olhos.

A vitamina C e a vitamina E são essenciais na prevenção e no retardo da progressão de uma doença chamada degeneração macular relacionada à idade (DMRI), que é a causa mais frequente de cegueira em pessoas acima de 60 anos.

A Luteína e Zeaxantina e minerais como zinco e cobre também apresentam papel fundamental para a qualidade da visão e para a prevenção de doenças oculares.

Por isso, quando não for possível manter uma dieta equilibrada, o uso de suplementos para repor os nutrientes é uma ótima opção.

O Eye Protect é um produto composto por vitamina C, vitamina E, zinco, luteína, cobre e zeaxantina, que quando consumidos juntos diariamente, promovem a longevidade dos olhos e mantém a qualidade da visão.

Leia nosso post Como Cuidar da Saúde dos Olhos e veja como alguns hábitos simples podem prevenir o surgimento de doenças relacionadas à visão.

Fortalecimento da imunidade

A partir dos 50 anos de idade, pode acontecer um declínio na função imunológica que pode trazer sérios problemas de saúde.

O comprometimento do sistema imunológico do idoso pode ser prevenido ou minimizado através da prática de uma alimentação equilibrada ou por meio do uso de suplementos.

Algumas escolhas e hábitos que são adotados ao longo dos anos podem prejudicar a qualidade da alimentação e causar uma deficiência importante de vitaminas e minerais.

As principais fontes de vitaminas e minerais são folhas verdes, legumes, frutas, produtos lácteos, cogumelos e oleaginosas. E esses alimentos geralmente não fazem parte do cardápio pois não são agradáveis ao paladar de muita gente.

Se esse é o seu caso, comece uma reeducação alimentar! Mude seus hábitos e eduque seu paladar. Uma alimentação equilibrada é a chave para manter a qualidade de vida e aumentar a imunidade.

O ImunoVit é um suplemento vitamínico e mineral que estimula o sistema de defesa, sendo uma ótima opção para fortalecer a imunidade.

Prevenção de doenças neurológicas

O cérebro é um órgão extremamente ativo que produz radicais livres como produto de seu metabolismo. No sistema neurológico, esses radicais livres podem prejudicar as membranas celulares dos neurônios, causando uma perda de função prematura.

Para ajudar a manter a saúde do cérebro, inclua em sua dieta alimentos como:

  • Peixes;
  • Aveia;
  • Açafrão;
  • Frutas vermelhas;
  • Linhaça;
  • Mamão;
  • Abacaxi.

Existem alguns nutrientes que ajudam a manter as funções neurais:

  • Ácido docosahexaenóico (DHA) – é um ácido graxo do tipo ômega 3 presente na substância cinzenta do cérebro, correspondendo a 15% da composição total de ácidos no córtex frontal humano. O DHA atua nas vias dos neurotransmissores, na transmissão sináptica e na transdução de sinais;
  • Vitamina C – essa vitamina possui ação antioxidante e contribui para a proteção e manutenção da funcionalidade das células neurais.
  • Citicolina – auxilia na memória, intensifica a capacidade de concentração e de foco e contribui para a energia mental, favorecendo o bom funcionamento do cérebro. 
  • Magnésio Treonato – contribuiu para a melhora da memória, aumenta a capacidade de concentração e aprendizado, além de atuar na prevenção de doenças neurodegenerativas.

As pessoas na terceira idade podem apresentar alguma intolerância, alergia ou outro tipo de limitação que impeça a ingestão e a absorção adequada desses alimentos. Nesses casos, a suplementação contribui para o equilíbrio nutritivo e oferece gorduras, vitaminas e minerais de qualidade e na concentração adequada para proteger o sistema nervoso.

Fortalecimento dos Ossos

Os ossos são formados por um tecido vivo que se renova constantemente e esse processo deve estar em equilíbrio para que seja mantida sua estrutura e densidade.

Qualquer desequilíbrio nutricional ou funcional que comprometa a formação e manutenção dos ossos pode torná-los frágeis, com maior probabilidade de se quebrarem. A diminuição da densidade mineral óssea começa com quadros de osteopenia, que pode evoluir para o quadro mais grave: a osteoporose.

O principal componente dos ossos é o cálcio. E para o cálcio ser levado até o tecido ósseo e ser fixado lá, é necessária a participação de alguns minerais e vitaminas, como o magnésio, a vitamina D3 e a vitamina K2. Juntos, esses elementos garantem que o Cálcio seja devidamente depositado nos ossos, deixando-os mais fortes.

Depois dos 60 anos, o organismo tem uma tendência de retirar o Cálcio do tecido ósseo. Por isso é tão comum quadros de osteoporose em pessoas na terceira idade.

Alguns suplementos recomendados para fortalecer os ossos já combinam vitaminas e minerais em sua fórmula. O Cálcio MDK é uma fonte de suplementação segura, formada pela associação de Cálcio, Magnésio, Vitamina D3 e Vitamina K2. Ele auxilia na formação dos ossos, na coagulação sanguínea, na contração muscular e na saúde das articulações

Converse com seu médico ou nutricionista

Com o passar dos anos, devido ao aumento da dificuldade em absorver os nutrientes ingeridos por meio dos alimentos, faz-se necessário a suplementação alimentar.

Além disso, a redução da quantidade de ingestão de comida, o sedentarismo e o aumento do consumo de medicamentos também podem contribuir para a baixa absorção de nutrientes.

A deficiência de vitaminas e minerais pode desencadear doenças ou agravar as já estabelecidas, o que compromete a qualidade de vida do idoso.

Por isso, realize visitas constantes ao médico. Tire todas as dúvidas a respeito da suplementação na terceira idade, verifique quais os suplementos mais indicados e como inseri-los no dia a dia.

E não se esqueça de se exercitar regularmente! Dessa forma, será possível ter um envelhecimento ativo e saudável.

Gostou do post? Sabia da importância da suplementação na terceira idade? Nos deixe um comentário! Será um prazer conversar com você!

Conheça a BS Pharma!

A BS Pharma é uma farmácia de manipulação que está há quase 30 anos no mercado farmacêutico, prestando um serviço com a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem e precisam.

Possuímos um processo produtivo inovador e uma equipe altamente qualificada que permite a manipulação de fórmulas em 2 horas*.

Seguimos em frente com nossa missão: oferecer soluções em longevidade e bem-estar à sociedade através de serviços inovadores com excelência e agilidade.

Conheça nosso site, visite nossa loja, venha viver mais e melhor com a gente!