Aromaterapia: conheça os benefícios dos óleos essenciais

Você já deve ter ouvido falar em aromaterapia e suas inúmeras aplicações e vantagens. Os óleos essenciais ganharam uma maior notoriedade nos últimos anos, mas já são amplamente utilizados por suas propriedades terapêuticas há séculos.

Saiba mais sobre a aromaterapia e conheça os benefícios dos óleos essenciais na promoção da saúde e do bem-estar.

Aromaterapia

De acordo com o Ministério da Saúde, a aromaterapia é uma prática multiprofissional, que tem sido adotada por diversos profissionais de saúde como enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, médicos, veterinários, terapeutas holísticos, naturistas. É empregada nos diferentes setores da área como terapia complementar, auxiliando no restabelecimento do equilíbrio físico e emocional do indivíduo.

A aromaterapia é uma prática terapêutica do ramo da fitoterapia, baseada no uso de óleos essenciais, com a finalidade de restabelecer o equilíbrio vital do corpo. As propriedades dos óleos essenciais podem trazer resultados positivos na promoção da saúde física e mental, apresentando características anti-inflamatórias, antioxidantes, relaxantes, revitalizastes e revigorantes.

Essa ciência foi estudada, desenvolvida e aperfeiçoada com o passar dos anos, e, desde 2018, a aromaterapia já está inserida no Sistema Único de Saúde (SUS), fazendo parte das 29 modalidades terapêuticas institucionalizadas com a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).

A aromaterapia pode trazer efeitos positivos para nosso sistema imunológico, respiratório e emocional, aliviando quadros de:

  • Rinite, sinusite, bronquite, ou outras infecções respiratórias;
  • Problemas de pele;
  • Distúrbio digestivo;
  • Celulite;
  • Acne;
  • Dores musculares;
  • Baixa imunidade.

Óleos Essenciais

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) classifica como óleos essenciais os produtos voláteis de origem vegetal, obtidos por processos físicos, como a destilação. Podem ser extraídos de diversas partes das plantas:

  • folhas;
  • frutos;
  • caules;
  • raízes;
  • sementes.

Eles apresentam propriedades medicinais comprovadas, atuando em diversos sistemas bioquímicos do organismo, trazendo resultado físicos e mentais. Os óleo essenciais também podem ser utilizados como sanitizante e aromatizante de ambiente.

Cada óleo pode apresentar mais de 200 componentes químicos diferentes, o que justifica sua ampla aplicação terapêutica. Cada componente é identificado e classificado quimicamente, o que permite uma segurança na sua prescrição.

Para indiciar um óleo essencial para determinado fim, o prescritor leva em consideração não só seu comportamento químico e seus efeitos clínicos, mas também seus aspectos energéticos e vitalistas.

O profissional mais indicado para prescrever óleo essencial é o Aromaterapeuta. É muito importante consultar um profissional antes de usar qualquer óleo, pois muitos deles têm contraindicações para crianças, gestantes, lactantes, idosos e portadores de determinadas enfermidades.

Benefícios dos óleos essenciais

Os óleos essenciais são muito utilizados em massagens, como aromatizantes de ambientes e em tratamentos estéticos, com o objetivo de promover uma completa sensação de bem-estar. O seu uso como coadjuvante em tratamentos médicos busca:

  • Amenizar dores no corpo;
  • Melhorar a qualidade do sono;
  • Reduzir o estresse;
  • Melhorar a disposição;
  • Minimizar os sintomas de depressão.

Sistema imunológico

A ação de alguns óleos essenciais é positiva para tratar infecções e aumentar a imunidade do organismo, contribuindo para a produção e a atividade das nossas células de defesa.

O Óleo Essencial de Melaleuca é um poderoso aliado para o fortalecimento da imunidade, aliviando infecções e inflamações. Tem ação estimulante sobre o sistema imune, é anti-inflamatório, antioxidante, antisséptico, bactericida, fungicida e tem importante ação antiviral, sendo muito indicado para aliviar quadros de gripe.

Outros óleos essenciais que podem aumentar a imunidade são:

  • Óleo Essencial de Tomilho;
  • Óleo Essencial de Louro;
  • Óleo Essencial de Limão;
  • Óleo Essencial de Eucalipto.

Sistema respiratório

A aromaterapia é uma grande aliada no fortalecimento do sistema respiratório, pois favorece a troca gasosa, contribui para sua assepsia, alivia a congestão e a tosse.

O grande poder anti-inflamatório e analgésico do Óleo Essencial de Eucalipto justifica seu grande valor no tratamento de infecções do sistema respiratório. Apresenta ação antisséptica e tem baixa toxicidade, aliviando os sintomas e renovando a função respiratória.

O Óleo Essencial de Melaleuca se destaca no combate a gripe, pois inibe a replicação viral. É um grande aliado no controle dos quadros de gripe, restabelece a saúde e fortalece as defesas do corpo. Outros óleos essenciais que beneficiam o sistema respiratório são:

  • Óleo Essencial de Canela do Ceilão e Cravo;
  • Óleo Essencial de Lavanda;
  • Óleo Essencial de Hortelã;
  • Óleo Essencial de Olíbano.

Saúde mental

Os óleos essenciais estimulam várias vias neurológicas, aliviando o estresse e a ansiedade, promovendo maior controle emocional e clareza mental. O Óleo Essencial de Lavanda e o Óleo Essencial de Laranja Doce são excelentes aliados na promoção do relaxamento, aliviando a ansiedade e melhorando a qualidade do sono.

Os principais efeitos emocionais e comportamentais causados pelos óleos essenciais estão diretamente ligados aos receptores olfativos, que se conectam ao Sistema Nervoso Central e estimula alterações químicas no cérebro. Por isso os efeitos psíquicos são mais bem observados quando aplicada a aromaterapia por inalação.

Formas de uso da aromaterapia

Inalação

Quando inalado, o “aroma” do óleo essencial passa pelos canais olfativo e atinge a área cerebral responsável pelo comportamento emocional, onde são processados os sentimentos de medo, raiva, prazer, tristeza, defesa, ataque, fome, saciedade, disposição e memória.

Essa é a via mais segura e eficaz de aplicação da aromaterapia, pois produz efeitos satisfatórios com necessidade de pequenas dosagens e, consequentemente, com um menor risco de intoxicação.

A inalação permite uma absorção mais rápida dos ativos pelo organismo. É a via preferencial para tratamento de casos respiratórios, pois o contato direto com as estruturas respiratórias facilita seus efeitos.

Sabe aquele cheiro que te remete a coisas boas, te acalma e te relaxa? Então, esse é o efeito emocional que muitas vezes é desejado com a aromaterapia. A via olfativa é a mais utilizada pra promover sensações de bem-estar e felicidade. O olfato atua a nível subconsciente, estimulando nossos sentimentos, comportamentos e pensamentos.

Dica de uso

  • Pingue uma ou duas gotas de óleo essencial no canto do piso do banheiro na hora do banho, para um banho incrivelmente relaxante e revitalizante.
  • Para aromatizar o ambiente, use um aparelho aromatizador. Existem vários tipos no mercado. Dilua corretamente o óleo de acordo com as instruções do fabricante, e deixe seu cantinho mais acolhedor e revigorante. Caso não tenha aromatizador, não tem problema, você pode diluir até 100 gotas do óleo essencial em 100 mL de álcool 70% e deixe o recipiente aberto para evaporar aos poucos.

Dermatológica

É a segunda via mais importante na aromaterapia e sua aplicação proporciona cuidados da pele, estéticos, ativa a circulação, alivia dores musculares e promove relaxamento físico. O escalda-pés é uma dica muito boa para relaxar depois de um dia cansativo. Colocar os pés em um banho de água quente com Óleo Essencial de Lavanda, por exemplo, é uma ótima pedida.

Os pés possuem milhares de terminações nervosas ligadas aos diferentes órgãos do corpo e, por isso, cuidar bem deles proporciona bem-estar e alívio para todo o corpo. O escalda-pés reduz o inchaço, ativa a circulação, melhora a oxigenação do corpo, relaxa e contribui para um boa noite de sono.

Mas atenção! Os óleos essenciais não devem ser usados puros diretamente na pele, pois são altamente concentrados e podem causar irritações. Para uso tópico, deve-se diluir o óleo essencial em géis, cremes, loções, óleos vegetais ou água.

O percentual de diluição pode variar de 1% a 5%, ou seja, de 20 a 100 gotas em 100 mL. Essa concentração depende do tipo de óleo essencial utilizado, da idade, e da finalidade terapêutica. Por isso é muito importante consultar um profissional capacitado.

Dicas de uso

  • Para um escalda-pés de respeito no fim do dia, encha uma bacia com água quente até a altura dos calcanhares. Pingue 5 gotas do óleo essencial e, se quiser, pode adicionar também uma colher de sal grosso. Deixe seus pés imersos por 15 ou 20 minutos.
  • Para aliviar a angústia e ansiedade, você pode preparar um óleo massageador e massagear o tórax suavemente. Para aliviar tosses e dificuldades para respirar, faça massagens suaves nas costas. Para massagens, dilua os óleos essenciais. Pingue de 40 a 100 gotas de óleo essencial em 100 mL de óleo vegetal ou outro diluente de sua escolha. Dê preferência para os óleos vegetais. Caso for escolher cremes ou géis, opte pelos neutros, sem ativos, assim você evita possíveis interações.

Cuidados Necessários

Óleo essencial não é essência! Óleos essenciais são naturais, puros e concentrados. Diferentes das essências, que são fórmulas sintéticas. Apesar de serem naturais, os óleos essenciais são terapêuticos e devem ser usados com cautela e sobre a orientação de um profissional capacitado, pois podem ser tóxicos e provocar efeitos colaterais.

Os óleos essenciais podem promover interações medicamentosas, por isso comunique seu médico sobre o uso de aromaterapia, caso for aderir a algum tratamento de saúde.

Crianças, grávidas, lactantes, idosos e pessoas portadoras de alguma enfermidade devem sempre consultar um médico antes de realizar a aromaterapia. Deve ser evitado por pessoas que possuam sensibilidade a algum componente do óleo. Além disso, o uso oral não é recomendado.

Aromaterapia e óleos essenciais

Óleo Essencial de Laranja Doce

O Óleo Essencial de Laranja Doce possui ação antioxidante, antimicrobiana, alivia os sintomas de ansiedade, depressão e melhora a qualidade do sono. Por ser cítrico, é uma excelente opção para pele e cabelos oleosos, pois ajuda no controle da oleosidade.

Óleo Essencial de Melaleuca

O Óleo Essencial de Melaleuca, também chamado de Tea Tree, é antisséptico, antibacteriano, antifúngico e antiviral. Tem ação anti-inflamatória, calmante e cicatrizante.  Fortalece o sistema imune e contribui para a saúde da pele, cabelos e unhas.

Óleo Essencial de Lavanda

O Óleo Essencial de Lavanda tem propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes, analgésico e reparador celular. É antibacteriano, antifúngico e antisséptico. Alivia sintomas de estresse, ansiedade e insônia, e é excelente contra variação de humor e tensão nervosa.

A aromaterapia é um cuidado natural que traz inúmeros benefícios para nossa saúde física e bem-estar emocional. Consulte um aromaterapeuta ou outro profissional capacitado e coloque os óleos essenciais na sua rotina!

Nos deixe um comentário contando suas experiências com a aromaterapia! E você que ainda não conhecia, gostou de saber sobre as propriedades dos óleos essenciais?

E para você que sofre de insônia, preparamos um post alguns hábitos saudáveis para ter uma boa noite de sono que pode te ajudar!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: