Com o passar dos anos o corpo humano sofre mudanças em todos os aspectos, inclusive fisiológicos. A chegada da menopausa está ligada a tais alterações e requer atenção. Cuidados com a mente e o organismo fazem com que esse período inadiável aconteça de forma mais natural e sem grandes alardes. Com o acompanhamento médico correto e novos cuidados no dia a dia, é possível manter a qualidade de vida.

Pensando em eliminar os medos e tensões da menopausa, preparamos um post informativo e cheio de questões relevantes para você. Confira a seguir.

O que é menopausa

A menopausa é um estágio na vida da mulher, que ocorre aproximadamente entre os 45 e 55 anos de idade, onde ocorre a parada do ciclo menstrual. Neste período ocorre a transição hormonal no organismo, e aumentam as chances do surgimento e agravamento de algumas doenças. A nova condição fisiológica só é atestada após a mulher ficar 12 meses sem menstruar.

A menopausa é a fase chave de um processo chamado climatério. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o processo corresponde ao período de transição entre a fase reprodutiva e a fase não reprodutiva da vida da mulher, que pode ser dividido em:

Perimenopausa: Período que antecede a menopausa, com diminuição da fertilidade em mulheres, estima-se que a probabilidade de ovulação a cada novo ciclo seja 50% menor, mesmo com ciclos menstruais regulares ou com padrão menstrual similar ao ocorrido durante a vida reprodutiva.

Primeira fase: Nesta etapa o ciclo menstrual é regular, entretanto, é possível notar com maior frequência alguns sintomas em sua forma mais branda. É comum notar fluxo menstrual mais intenso, inchaço corporal e ganho de peso e dores de cabeça.

Segunda fase: A fase é caracterizada por ciclos com e sem ovulação. O fluxo menstrual permanece intenso e as dores menstruais e os sintomas da menopausa podem se intensificar.

Terceira fase: Marcada pela irregularidade nos ciclos, que podem ser muito curtos ou muito longos, a etapa apresenta o sintoma de calor excessivo e variações no humor.

Quarta fase: Aumentam ainda mais o fluxo menstrual e o período do ciclo menstrual. A fase intensifica também o sintoma de calores excessivos.

Quinta fase: etapa final do processo, é marcada pela última menstruação e em alguns casos, os sintomas podem ser amenizados. Diminuem também as cólicas menstruais, que se manifestam esporadicamente, independente da menstruação.

Principais sintomas

Além da alteração no ciclo menstrual, que é prolongado gradativamente até que não ocorra novamente, existem outras formas de notar a chegada da menopausa, como:

  • Aumento da sensação de calor corporal, principalmente durante a noite;
  • Sudorese;
  • Insônia;
  • Leve depressão;
  • Redução da memória;
  • Secura ou ressecamento vaginal;
  • Redução da libido;
  • Diminuição da atenção e memória;
  • Incontinência urinária;
  • Cabelos e unhas mais finos e quebradiços;
  • Perda de massa óssea (osteoporose);
  • Aumento do risco cardiovascular;
  • Alterações na distribuição da gordura corporal.

Existem também alguns casos de menopausas assintomáticas. Nesse segundo quadro, por não haver desconforto, algumas mulheres não realizam os tratamentos usuais, fazendo com que os riscos comuns para a sua saúde se agravem. Por esse motivo se faz importante o acompanhamento ginecológico periódico e com maior frequência a partir dos 40.

Como melhorar os sintomas da menopausa

Existem diversas formas de amenizar os sintomas da menopausa. Conheça a seguir algumas das possibilidades de tratamento.

Terapia da Reposição Hormonal

Uma vez identificada a menopausa, existem diversas maneiras de realizar o tratamento para amenizar o desconforto. A Terapia de Reposição Hormonal (TRH) é uma medida adotada por mulheres no período do climatério para alívio dos efeitos promovidos pela queda hormonal.

O tratamento deve ser avaliado de forma individualizada para que sejam adotadas as melhores medidas para cada paciente, isso porque a Terapia de Reposição Hormonal possui importantes aspectos que devem ser levados em consideração como contra-indicações, efeitos adversos, vias de administração ideais, assim como seu risco-benefício.

Medicamentos Fitoterápicos

A Fitoterapia tem se mostrado benéfica no alívio dos sintomas do climatério, constituindo-se em importante opção terapêutica. Neste tratamento são utilizados medicamentos fitoestrogênios, que se assemelham aos hormônios naturais estrogênicos por apresentarem em sua composição substâncias químicas similares capazes de estimular receptores hormonais específicos.

 

Um fitoterápico facilmente encontrado no mercado é a Amora em cápsulas, que atua na redução do risco de doenças relacionadas ao estresse oxidativo. Contêm nutrientes importantes, como Vitamina E, Vitamina A, ferro, potássio, magnésio e manganês, este fitoterápico é indicadas para TPM, sintomas de menopausa e osteoporose.

Outras alternativas

Algumas outras atitudes podem ser tomadas para melhorar os sintomas, como por exemplo:

  • Cuidado com a alimentação;
  • Reposição natural hormonal;
  • Prática de exercícios físicos;
  • Realização de terapias relaxantes como yoga, meditações e massagens.

Assintomática ou não, é fundamental procurar por acompanhamento profissional especializado, de forma a garantir que a saúde não seja comprometida. Cada organismo reage da sua forma, e o profissional saberá como conduzir os sintomas e seus possíveis tratamentos da forma mais adequada ao corpo e suas necessidades.

Apesar de serem tratamentos comuns, somente o seu médico poderá indicar qual o melhor para o seu quadro. Algumas mulheres, por exemplo, podem não precisar da reposição hormonal. Sendo assim, a melhor forma de melhorar o sintoma da menopausa é de fato procurando aconselhamento e acompanhamento médico.

A menopausa é um período que requer bastante atenção e cuidado por parte da mulher. Então agora que você já sabe o que é e como cuidar-se, basta manter o organismo regular e ficar bem com a nova mudança.

Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *