O magnésio é um mineral essencial para o bom funcionamento do nosso corpo. Isso ocorre porque ele está envolvido em mais de 300 reações metabólicas no organismo, desempenhando um papel fundamental no metabolismo da glicose, na síntese de proteínas e de DNA.

A carência desse mineral pode causar diversos problemas para saúde, sendo fundamental a sua reposição através do consumo de alimentos ou suplementos. No entanto, estão disponíveis no mercado diversas opções para suplementação, o que pode gerar dúvidas. Pensando nisso, elaboramos este post para que você entenda a diferença entre Cloreto de Magnésio PA e Magnésio Dimalato? Acompanhe o nosso artigo e descubra!

Cloreto de Magnésio PA

É um suplemento mineral usado para repor o magnésio insuficiente no organismo. Diversos fatores podem contribuir para essa insuficiência, como a alimentação inadequada, hábitos não saudáveis, excesso de bebidas alcoólicas, hipertensão, entre outros.

O Cloreto de Magnésio PA (Para Análise), significa que esse composto possui alto grau de pureza. Nesse caso, se refere a uma substância inorgânica, em que magnésio está associado a dois cloros, cuja fórmula é expressa em MgCl2.

Ambos elementos são de grande importância para o organismo e manutenção da saúde. Isso porque a presença do cloro é fundamental para a produção de ácido clorídrico no estômago, que facilita a digestão dos alimentos e a absorção de nutrientes.

O magnésio, por sua vez, atua no processo de ativação celular e enzimática na produção de energia, e principalmente, na regulação do cálcio no organismo. Ele ajuda o nosso organismo a metabolizar o cálcio ingerido da maneira correta, garantindo que esse cálcio será fixado nos ossos. Sendo assim, a carência desse mineral pode causar osteoporose.

Sem o Cloreto de Magnésio, o cálcio ingerido não é metabolizado corretamente e pode se acumular nos rins, causando cálculos renais, e nas artérias, o que as tornam mais rígidas e prejudica a circulação do sangue.

Benefícios do Cloreto de Magnésio PA

O consumo de Cloreto de Magnésio PA proporciona diversos benefícios ao organismo, como:

  • Previne a osteoporose, artrite e artrose: os benefícios da suplementação com cálcio é potencializado quando associado ao magnésio, melhorando o nível de mineralização óssea.
  • Auxilia no tratamento do Diabetes: por influenciar no metabolismo de carboidratos e na produção de insulina, o magnésio controla os níveis de glicose no sangue.
  • Regula a pressão arterial: o magnésio é um antagonista do cálcio e modula tônus vascular. Dessa forma, ele promove o relaxamento dos vasos e contribui para manter a pressão arterial equilibrada.
  • Ajuda no processo de rejuvenescimento: esse mineral reduz estresse oxidativo e aumenta a produção de glutationa, que é uma proteína antioxidante.
  • Evita o estresse, depressão e ansiedade: isso porque o magnésio estimula a liberação de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar.
  • Diminui o risco de doença coronária: ele ajuda a reduzir o acúmulo de placas de gordura que bloqueiam a passagem do fluxo sanguíneo pelas artérias.
  • Facilita o processo de cicatrização de feridas: o Cloreto de Magnésio tem efeito estimulante sobre os glóbulos brancos, que são responsáveis por prevenir infecções e acelerar a cicatrização.
  • Reduz a formação de pedra nos rins: esse mineral impede que o cálcio se acumule nos rins e forme cálculos renais, popularmente conhecidos como “pedras nos rins”.
  • Melhora a eficiência digestiva: isso porque esse suplemento regula a produção de suco gástrico, proporcionado um ambiente ideal para digestão e absorver de nutrientes essenciais para a saúde.

Comprar Magnésio Dimalato

Magnésio Dimalato

Magnésio Dimalato ou malato de magnésio é um complemento nutricional que tem em sua composição o ácido málico. Esse composto orgânico está envolvido no ciclo de Krebs, que desempenha um papel essencial na produção de energia para o organismo.

A associação do ácido málico com o magnésio tem sido indicada para tratar casos de Síndrome de Fadiga Crônica. Isso porque ele aumenta a produção de energia nas células musculares, fazendo com que esses tecidos recebam mais oxigênio, e consequentemente, diminui o efeito negativo da falta de oxigênio neste tecido.

O magnésio alivia os sintomas de fibromialgia, doença caracterizada por intensa dor muscular. Esse composto tem um efeito calmante para o organismo, gerando benefícios para os tecidos musculares, aliviando a fadiga crônica e a dor.

Benefícios do Magnésio Dimalato

Além das diversas vantagens que o magnésio por si só proporciona para organismo, a sua combinação com o ácido málico traz inúmeros benefícios, como:

  • Previne doenças Inflamatórias: o Magnésio Dimalato está protegido por duas moléculas de ácido málico, que faz com que o magnésio seja mais absorvido. Isso aumenta seu efeito anti-inflamatório e auxilia no tratamento de doenças que causam inflamações.
  • Melhora a disposição: o ácido málico favorece a produção de energia pelo organismo, fazendo com que se tenha mais disposição para as tarefas rotineiras.
  • Evita doenças cardíacas: por modular a contração muscular, esse suplemento auxilia no bom funcionamento do músculo cardíaco e previne o surgimento de arritmias.
  • Favorece a musculatura: isso acontece devido à capacidade de esse mineral restaurar de forma rápida a energia do corpo, fazendo com que haja maior desempenho e recuperação dos músculos após os exercícios.
  • Contribui para a higiene bucal: além do seu efeito antisséptico, o ácido málico estimula uma maior produção de saliva e reduz o número de bactérias na boca.
  • Mantém a pele saudável: o ácido málico está relacionado com substâncias utilizadas para esfoliar a pele. Quando utilizado diariamente promove maciez e aspecto mais jovem.

Diferença entre Cloreto de Magnésio PA e o Magnésio Dimalato

Ambos compostos são excelentes fontes de magnésio, no entanto, o que os diferencia são sua fórmula molecular, seus benefícios e sua absorção.

O Cloreto de Magnésio PA é um mineral sintético que contém cloro em sua composição. Seu consumo repõe somente o magnésio, promovendo todos os benefícios deste mineral em nosso organismo. Também não é indicado para quem apresenta distúrbios digestivos ou gástricos, pois pode causar diarreias e dor estomacal. Por outro lado, ele pode ser um aliado para indivíduos que sofrem de prisão de ventre.

Já o Magnésio Dimalato não causa dor estomacal e nem diarreia, pois sua liberação é prolongada, ou seja, disponibiliza aos poucos a substância para o organismo, estendendo seus benefícios ao longo do dia. Além disso, sua biodisponibilidade é maior, quando comparado ao Cloreto de Magnésio PA. Por ser mais absorvido, seus efeitos são sentidos logo nos primeiros dias de uso.

O Magnésio Dimalato, por incluir o ácido málico, é indicado para pessoas que têm dores musculares crônicas, como a fibromialgia. Também é benéfico para quem tem problemas cardiovasculares e insônia, por apresentar efeito relaxante ao controlar a frequência cardíaca.

Agora que você já sabe a diferença entre Cloreto de Magnésio PA e o Magnésio Dimalato, já pode escolher sua fonte de magnésio preferida. Vale ressaltar que qualquer suplementação, deve ser acompanhada por um especialista. Assim você aumentará os níveis desses componentes de maneira consciente, sem prejudicar o seu corpo.

Ficou com alguma dúvida ainda? Deixe seu comentário no post. Adoramos interagir com nosso leitores!

Baixar E-book Envelheça com Saúde


27 comentários

Frederico Martins · 10 de novembro de 2017 às 16:35

Ótimo artigo, faço uso do magnésio dimalato me sinto melhor em diversos pontos, normalmente compro no site https://www.natusvita.com.br/magnesio-dimalato-capsulas pois o preço é em conta.

Neilton Cruz · 15 de novembro de 2017 às 09:57

gostei das dicas, obrigdo

    Fernanda Sathler · 16 de novembro de 2017 às 10:22

    Olá, @neilton_cruz:disqus ! Que bom que você gostou das nossas dicas! Qualquer dúvida entre em contato conosco e obrigada por acompanhar nosso blog 😀

Benedito Bueno de Oliveira · 4 de dezembro de 2017 às 22:48

Qual a quantidade que posso tomar durante o dia

    Fernanda Sathler · 5 de dezembro de 2017 às 10:07

    Olá, Benedito! A dose de magnésio elementar recomendada para um adulto saudável é em torno de 200 mg por dia. Isso equivale a cerca de 1000 mg de Magnésio Dimalato ou 1150 mg de Cloreto de Magnésio. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

      Graça Lima · 28 de janeiro de 2018 às 02:44

      (????) Não consegui entender isto: “A dose de magnésio elementar recomendada para um adulto saudável é em
      torno de 200 mg por dia. Isso equivale a cerca de 1000 mg de Magnésio Dimalato ou 1150 mg de Cloreto de Magnésio.”

        Fernanda Sathler · 29 de janeiro de 2018 às 14:38

        Oi, Graça! Tudo bem com você? O Magnésio Dimalato é uma substância que é formada pelo magnésio ligado ao ácido málico. Já o Cloreto de Magnésio é formado pelo magnésio ligado ao cloro. Desta forma, a quantidade de magnésio puro que estes suplemento possuem é menor do que a dose contida na cápsula. Ficou claro? Abraço!

romulo souza · 23 de dezembro de 2017 às 20:58

Prezada Fernanda, parabéns pela publicação. O conteúdo, exposto de forma clara e objetiva, certamente será útil a muitas pessoas, e eu me incluo entre elas.

Gostaria de saber:
– Posso usar o P.A. pela manhã e o Dilamato à noite?

    Fernanda Sathler · 10 de janeiro de 2018 às 09:27

    Oi, Rômulo! Tudo bem com você? Que bom que gostou do nosso conteúdo! Você pode combinar as duas fontes de magnésio desde que não ultrapasse a dose recomendada que é em torno de 200 mg de magnésio elementar por dia. Lembrando que esta dose é indicada para um adulto saudável. Na dúvida, é só consultar um médico para que ele faça uma avaliação e te indique a dose ideal para você. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

Pedro Paulo · 20 de janeiro de 2018 às 09:26

Olá gostaria de sabe qual mais eficaz em cápsulas ou em líquido o cloreto de magnésio pa

    Fernanda Sathler · 22 de janeiro de 2018 às 09:48

    Olá, Pedro Paulo! As duas formas são eficazes para suplementação de magnésio. O Cloreto de Magnésio em pó deve ser dissolvido em 1 litro de água para ser administrado. Após o preparo, o liquido deve ser mantido em geladeira e armazenado, de preferência, em recipiente de vidro com tampa. É recomendado ingerir 1 colher de sopa 3 vezes ao dia. Por isso algumas pessoas preferem a forma em cápsulas que é mais prática e pode ser levada para onde você for. Por outro lado, a dose corresponde geralmente a 3 cápsulas de 500 mg, por isso, pessoas com dificuldade para engolir, preferem a forma líquida. Você pode escolher o que mais te agrada. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

Val · 25 de janeiro de 2018 às 16:29

Boa tarde…
O magnésio dimalato deve ser tomado junto com vitamina C para ser melhor absolvido?

Fabiano · 25 de janeiro de 2018 às 22:52

Boa noite. Li em alguns estudos que o Magnesio Dimalato é tão eficaz quanto o cloreto de magnesio para quem quer
evitar formação de pedras (cálcio) nos rins. Procede?? pq acima vcs citam apenas o cloreto de magnesio como eficaz para esse fim. Obrigado

    Fernanda Sathler · 26 de janeiro de 2018 às 14:59

    Boa tarde, Fabiano! A utilização de Magnésio Dimalato como suplemento é mais recente, portanto, a maioria dos estudos relacionam a redução de cálculos renais (pedras nos rins) à suplementação com Cloreto de Magnésio. Mas levando em conta que o magnésio seja o responsável por este benefício, ambas as fontes deste mineral podem contribuir para a redução de pedras que surgem pelo excesso de cálcio no sangue. Além disso, a suplementação com Vitamina K2 e D3 podem contribuir para a fixação de cálcio nos ossos, o que reduz a quantidade deste mineral no sangue e previne a formação de cálculos. Vale ressaltar que se você sofre de pedras nos rins, é fundamental que você procure um médico para avaliar seu caso. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

      fabiano · 28 de janeiro de 2018 às 22:42

      muito obrigado. Boa noite!!

        Fernanda Sathler · 29 de janeiro de 2018 às 14:07

        De nada! Qualquer dúvida é só falar com a gente! Já conhece nosso Site? Se precisar de algum suplemento é só dá uma olhada lá! Abraço!

fabiano · 25 de janeiro de 2018 às 23:20

magnesio dimalato não é eficaz pra combate a pedra nos rins??

    Fernanda Sathler · 26 de janeiro de 2018 às 15:05

    Olá, Fabiano! A utilização de Magnésio Dimalato como suplemento é mais recente, portanto, a maioria dos estudos relacionam a redução de cálculos renais (pedras nos rins) à suplementação com Cloreto de Magnésio. Mas levando em conta que o magnésio seja o responsável por este benefício, ambas as fontes deste mineral podem contribuir para a redução de pedras que surgem pelo excesso de cálcio no sangue. Vale ressaltar que se você sofre de pedras nos rins, é fundamental que você procure um médico para avaliar seu caso. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

Marcus · 29 de janeiro de 2018 às 15:37

Qual é o melhor para hipertensão arterial o cloreto de magnésio ou magnésio dimalato???

    Fernanda Sathler · 30 de janeiro de 2018 às 08:25

    Oi, Marcus! O magnésio auxilia na redução da pressão arterial, portanto, tanto o Cloreto de Magnésio quanto o Magnésio Dimalato, que contribuem para a suplementação deste mineral, podem trazer este benefício. Lembre-se que a pressão arterial é uma doença que requer acompanhamento médico e é fundamental buscar orientação antes de utilizar qualquer suplemento! Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

Almir · 31 de janeiro de 2018 às 16:46

tomo 20 gotas de Cloreto de Magnésio em jejum todas as manhas, essa é a dosagem correta

    Fernanda Sathler · 7 de fevereiro de 2018 às 08:56

    Olá, Almir! Para responder sua pergunta eu preciso saber a concentração do Cloreto de Magnésio que você está tomando, por exemplo: X mg/X mL. Usualmente, consideramos que 20 gotas correspondem a 1 mL. Sabendo quantos mg este suplemento possui em 1 mL, você saberá a dosagem que está tomando por dia. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

vitor · 4 de fevereiro de 2018 às 19:57

boa noite tenho bico de papagaio crônica ( atacou o nervo ciático ) cloreto pode me ajudar?

    Fernanda Sathler · 7 de fevereiro de 2018 às 08:51

    Oi, Vitor! O Magnésio ajuda a regular o cálcio disponível em nosso corpo, retirando ele de lugares desnecessário e direcionando para nossos ossos. Procure seu médico que ele irá avaliar seu caso e verificar se a suplementação com Cloreto de Magnésio poderá te ajudar. Obrigada por acompanhar nosso blog! =D

Prudêncio · 19 de fevereiro de 2018 às 19:46

Oi Fernanda!
Me diga, Tenho duvida se o Magnésio dimalato é feito com cloreto de magnésio ou outro magnésio e ácido málico?
E o Treonato é com cloreto de magnésio e ácido treonóico, certo? Qual é a quantidade deste ácido treonóico para 100 gramar de cloreto de magnésio, se é que ele é feito com cloreto de magnésio?
Obrigado

Jussara · 21 de fevereiro de 2018 às 06:46

Bom dia!
Por favor, pode explicar qual a diferença entre cloreto de magnésio e sulfato de magnésio?
Obrigada.

Alcidineia Maria Costa Belei · 24 de fevereiro de 2018 às 09:27

Oi Bom dia, eu posso tomar o cloreto de magnésio dimalato ,fiz um eletro do coração e deu que estou com os batimentos cardíacos baixos entre 50 e 59 não entendi ,ainda tenho que levar ao cardiologista , mais já queira tomar,e me melhor mandar manipular?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *