A demência, incluindo a doença de Alzheimer, é um dos maiores desafios de saúde pública. Hoje, mais de 35 milhões de pessoas vivem com essa doença mundo afora e a expectativa é que este número dobre até 2030 e que triplique até 2050 para 115 milhões.

O aumento no número de pessoas que convivem com demência será mais gritante em países de baixa e média renda, sendo responsáveis por mais de dois terços dos casos até 2050.

Demência é um termo amplo relativo a uma síndrome que descreve um conjunto de sintomas desenvolvidos em decorrência de danos ao cérebro. Os sintomas tipicamente incluem perda de memória, dificuldade de comunicação e alterações de humor.

A demência é uma doença progressiva, o que significa que ela se agrava com o tempo. Há mais de 100 formas de demência, porém a doença de Alzheimer, a demência vascular, a demência frontotemporal e a demência de corpos de Lewy são as patologias subjacentes mais comuns. Pessoas acima de 60 anos de idade estão mais suscetíveis à demência, porém ela pode afetar pessoas mais jovens também. Nos estágios mais tardios, as pessoas com demência ficam impossibilitadas de realizar tarefas cotidianas e necessitam de cada vez mais apoio.

Ainda não há uma cura para a doença ou tratamentos que alterem a sua progressão, porém existem muitas intervenções úteis que aliviam os sintomas, mantêm a identidade da pessoa e apoiam os cuidadores, com um potencial de melhoria da qualidade de vida dos indivíduos afetados.

Muitas das doenças neurológicas são consequências de danos à integridade da membrana celular que possuem como componentes essenciais moléculas fosfolipídicas. Medidas de proteção e regeneração dos fosfolipídios têm se mostrado como uma estratégia promissora na neuro terapêutica clínica. A manutenção, reparação e formação de novos fosfolípides da membrana celular são causadas por moléculas precursoras de colina (SAVER, 2008).

Dos agentes precursores de colina, a citicolina tem se mostrado como o maior neuroprotetor e agente neuroreparador por ser um intermediário essencial da síntese dos fosfolipídios. Devida às suas características bioquímicas, farmacológicas e farmacocinéticas, a citicolina é uma substância potencialmente útil no tratamento da lesão cerebral traumática (SECADES et al., 2011 & GALLETTI et al., 1991), uma vez que, quando administrada exogenamente, aumenta a síntese de fosfolípides e reparação neuronal (HURTADO et al., 2007).

A BS Pharma preocupada com este assunto desenvolveu algumas fórmula, citicolina 250 mg e a citicolina + complexo vitamínico, que ajudam na prevenção dessas doenças, potencializando a atividade cognitiva cerebral.  

A citicolina atua na regeneração das membranas celulares e tem função ativadora e reconstituinte cerebral. Possui ação protetora do cérebro, estimulando a produção de fosfolipídios e reduzindo os níveis de ácidos gordos livres. É utilizada no envelhecimento neuronal, insuficiência vascular cerebral, sequelas de AVC e na melhora da performance da memória, potencializando a atividade cognitiva.

Atua também ao nível dos neurotransmissores com um aumento da produção da dopamina e como um ativador do estado de alerta com um efeito importante na resposta cortical direta. Inibe a formação de radicais livres. A citicolina protege a integridade dos neurônios e aumenta a produção da acetilcolina, neurotransmissor envolvido na condução nervosa relacionada ao comportamento, promovendo a melhora da concentração, atenção e memória. Também auxilia na prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson; além de atuar na regeneração das membranas celulares com efeito benéfico muito especialmente no AVC. Melhora o rendimento intelectual e diminui as perturbações da memória. Melhora o déficit de atenção e concentração, alterações do comportamento, perda da espontaneidade, desorientação espacial, vertigens e transtornos da fala.

        Saiba que se você tem caso de demência na família é bom se prevenir. Consulte seu médico.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *