Nossos últimos artigos trataram sobre os cinco pilares do envelhecimento e como podem afetar a longevidade. No artigo de hoje apresentaremos os 6 nutracêuticos para aumentar a longevidade. Confira a seguir:

O envelhecimento é um processo multifatorial e complexo que tem como base fisiopatológica os “5 Pilares do Envelhecimento”. São eles:

1. Estresse oxidativo
2. Inflamação
3. Disfunção mitocondrial
4. Resistência à insulina
5. Perda da integridade das membranas, tema deste último artigo da série.

Todos os mecanismos, acima, citados interagem entre si para produzir o envelhecimento e condições específicas que limitam a atividade, a função cognitiva e, em última instância, a expectativa de vida.

Como já foi dito, todos os animais, desde insetos até seres humanos, apresentam alterações similares e “sucumbem” com o envelhecimento. Em particular, as alterações na mobilidade e na função cognitiva são as formas mais confiáveis para se medir o impacto do envelhecimento sobre as funções individuais.

De maneira geral, com o envelhecimento todas as espécies de animais movem-se cada vez menos e demandam tempo cada vez maior para o repouso. Essas características se relacionam com, entre outros fatores: a redução da taxa metabólica; os níveis de neurotransmissores; a redução da massa muscular esquelética e cardíaca; a disfunção mitocondrial.

A função cognitiva também declina com a idade em todas as populações. Animais mais jovens tipicamente aprendem mais rápido, requerem menos repetições para “memorizarem” as tarefas e assim por diante. Estudos mostram que a preservação da função cognitiva nos animais mais idosos pode prolongar a expectativa de vida.

Membrana Celular

As membranas celulares são particularmente vulneráveis aos radicais livres e a outros ataques oxidativos, especialmente devido ao seu conteúdo de ácidos graxos poli-insaturados e sua atividade metabólica, a qual gera, endogenamente, radicais livres e outros oxidantes. Antioxidantes como a vitamina E e astaxantina, têm demonstrado serem úteis no controle do estresse oxidativo local, trazendo benefícios diversos.

A membrana celular apresenta alto teor de fosfolipídeos, sendo os mais predominantes a fosfatidilcolina e a fosfatidilserina. Este último está predominantemente presente no tecido cerebral. A redução do conteúdo dessas substâncias pode acarretar prejuízos de função, inclusive déficit cognitivo, levando à diminuição da capacidade mental dos indivíduos.

Boosters de Integridade de Membrana

Boosters de integridade de membrana nada mais são do que componentes que formam a membrana plasmática e que, com o envelhecimento e intenso estresse oxidativo podem ser reduzidos, necessitando, portanto de reposição. Eles são fundamentais para aumentar a longevidade. Também podemos chamá-los de substâncias antioxidantes capazes de controlar o estresse oxidativo local, trazendo a saúde para a célula, além de benefícios extras. Substâncias energéticas têm demonstrado benefícios para a integridade da membrana como é o caso da L-carnitina.

6 nutracêuticos para aumentar a longevidade

Fosfatidilserina

Indicada para uso oral pura ou associada na dose de 200 mg, 1 vez ao dia. A Fosfatidilserina (FS) é um componente majoritário das membranas celulares e é considerada um dos nutrientes mais importantes para o cérebro. FS possui uma variedade de funções no cérebro, incluindo o suporte à fluidez membranar e a influência benéfica nos sistemas neurotransmissores (acetilcolina, dopamina, serotonina).

A Fosfatidilserina Melhora a Memória Auditiva de Curto Prazo e Reduz a Falta de Atenção e Impulsividade em crianças hiperativas. A desordem de déficit de atenção com hiperatividade (ADHD) é a mais diagnosticada doença comportamental da infância, acometendo de 3 a 5% de todas as crianças em idade escolar. Tem efeito muito interessante quando associada à citicolina. Falaremos deste ativo, muitíssimo importante no processo de envelhecimento mais adiante.

Fosfatidilcolina

Indicada para uso oral pura ou associada na dose de 350 mg, 3 vezes ao dia. A fosfatidilcolina é um fosfolipídeo essencial e um importante componente das membranas, além de ser uma importante fonte de colina, representando aproximadamente 95% dos estoques de colina dos tecidos. Isso é importante, pois a colina desempenha diversas funções críticas, sendo precursor de moléculas sinalizadoras cerebrais (acetilcolina), auxiliando o fígado no metabolismo do colesterol e está, ainda, envolvida nas reações da metionina.

L-carnitina

Indicada para uso oral na dose de 250 mg, 2 vezes ao dia. 250 mg. A L-carnitina é necessária para a oxidação ácida mitocondrial de ácidos graxos de cadeia longa, que é a principal fonte de energia durante os exercícios. Nas células neuronais, a L-carnitina medeia a translocação da porção acetil da mitocôndria para o citosol e contribui para a síntese da acetilcolina e da acetilcarnitina.

Ext. de Panax ginseng

Usado na forma de extrato seco na dose de 200 mg, 1 vez ao dia. O extrato de Panax ginseng é conhecido por modular a performance cognitiva humana e também apresenta propriedades reguladores da glicose.

Astaxantina

Uso oral: 5 a 20 mg, 1 vez ao. A astaxantina é um cetocarotenoide supressor de radicais livres e espécies reativas de oxigênio e nitrogênio. Assim, a astaxantina é capaz de reduzir o estresse oxidativo e a inflamação, conhecidos fatores de risco cardiovascular.

Vitamina E

Uso oral: 100 a 300 mg, 1 vez ao dia. Vitamina lipossolúvel que previne a oxidação de ácidos graxos poli-insaturados. Reage com radicais livres que são a causa do dano oxidativo às membranas celulares, sem a formação de outro radical livre no processo.

Com este artigo encerramos a série dos cinco pilares do envelhecimento. Nele você pode conhecer 6 nutracêuticos para aumentar a longevidade. Você encontra todos esses produtos na BS Pharma. Caso você queira saber mais mande um e-mail para nossa farmacêutica fernanda@bspharma.com.br. Acompanhe nossos próximos artigos quando falaremos da pele dos idosos da pele dos idosos e dos cuidados com o envelhecimento da pele, nosso maior órgão vital. Siga-nos.

 

EB1702_CTA_BLOG

Categorias: Longevidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *