Faz tempo que o uso do filtro solar, independente da estação do ano, vem sendo recomendado. A proteção solar é fundamental em todos os momentos, e não apenas ao tomar sol. Mas se ainda assim você não está convencido da importância da aplicação diária para a proteção da pele, confira o que dizem os especialistas:

Importância da proteção solar

De acordo com o químico especialista em proteção solar Sérgio Oliveira, o uso do filtro solar é de extrema importância não apenas para evitar queimaduras pela exposição excessiva ao sol.

Como resultado de seu posicionamento geográfico e de sua vasta extensão, o Brasil apresenta altos índices de radiação ultravioleta (raios UV) durante todo o ano, variando de acordo com as estações e posicionamento terrestre em relação ao sol. Os maiores índices são registrados na região sudeste durante o verão, e em cidades seu efeito pode ser potencializado devido à reflexão no asfalto e nas faixadas dos prédios.

No Brasil, o câncer que mais se manifesta na população é o câncer de pele, que supera em muito o segundo tipo mais recorrente, o câncer de próstata. E é neste cenário que se percebe a importância da proteção solar.

O uso de protetores solares desde a infância é capaz de reduzir em aproximadamente 80% a probabilidade de alguns tipos de câncer ao longo da vida adulta. Em se tratar de melanomas, esta redução gira em torno de 50%.

Tipos de raios solares

Existem diferentes tipos de raios solares que causam diferentes efeitos na nossa pele:

– UVA: os raios atingem a camada mais profunda da pele, e são responsáveis pelo aspecto bronzeado, manchas, rugas, e pelo envelhecimento precoce da pele.  Eles são intensos o ano todo, mesmo em dias nublados, e por isso é essencial o uso de protetor solar para evitar os efeitos na pele;

– UVB: esses raios têm alto grau de intensidade entre as 10 e 16h, mas apresentam menor intensidade em dias nublados. Atingem a camada superficial da pele e são os responsáveis pelas queimaduras e vermelhidão. O UVB aumenta o risco de câncer de pele;

– Infravermelho: os raios infravermelhos têm baixa intensidade e provocam a sensação de calor, aceleram o envelhecimento, ressecamento e desidratação da pele.

Proteção diária contra os raios UVA E UVB

A exposição ao sol causa inúmeros danos a nossa saúde, sendo o mais conhecido deles o câncer de pele. Engana-se quem acha que, por estar nas grandes cidades, está protegido desse risco. Por se localizar majoritariamente entre os trópicos e possuir uma vasta área na região equatorial, o Brasil apresenta elevados índices de raios UV durante todo o ano, e em cidades o efeito destes raios pode ser agravado, dado que refletem no asfalto e em faixadas de prédios.

O sol ao qual nos expomos diariamente, combinado com outros fatores, inclusive pré-disposição genética, pode ser um grande e silencioso vilão. Por isso, preocupar-se com a proteção solar deve fazer parte da rotina de todos, inclusive nos dias de inverno.

A eficácia do produto está relacionada à quantidade aplicada e cor e tipo de pele, e existem inúmeras alternativas no mercado para se adequar às necessidades de cada indivíduo.

Os protetores da No Red são de fácil aplicação, com cobertura em tom suave para uniformização da coloração. Produzido com filtros solares modernos, proporciona eficaz fotoproteção contra as radiações UVA e UVB. Devido à textura suave e não oleosa é indicado para todos os tipos de pele e previne manchas causadas pelo sol.

 

O fator de proteção (FPS) varia de acordo com a pigmentação da pele: tons mais claros são mais sensíveis à exposição solar, enquanto peles mais escuras são mais resistentes. Em ambos os casos o uso de proteção solar é indispensável. A Academia Americana de Dermatologia recomenda o FPS mínimo de 30, independente do tom de pele.

O tipo de protetor pode variar também de acordo com o aspecto da pele: para peles oleosas, são indicados os protetores qem versão sérum, mousse, gel-creme e oil free. Para peles secas, o ideal são produtos associados à hidratantes. Para peles sensíveis, os produtos neutros são os mais indicados, evitando perfumes e essências.

Protetor solar no dia a dia

É importante adquirir o hábito diário de aplicar o protetor solar em todo o corpo, uma vez que nem todos os tecidos são capazes de bloquear as radiações solares. Um cuidado especial deve ser voltado ao rosto e às mãos, e às áreas expostas diretamente ao sol. Vale lembrar que mesmo na sombra sua pele ainda sofre com os raios UV.

Quando na praia ou na piscina, é fundamental se lembrar de aplicar e reaplicar a proteção solar depois de entrar na água, e em intervalos de 2 a 3 horas, para garantir a proteção da pele.

Bronzeamento com proteção

Não há mal algum em querer ficar com uma pele dourada, porém isso não quer dizer que a proteção deve ficar de lado. Uma boa alternativa é o betacaroteno, que da uma coloração mais uniforme sem causar os danos que os raios solares provocam na pele. Evite exposição nos horários onde a incidência solar é mais forte, entre 10h e 16h, e lembre-se de reaplicar o protetor de 2 em 2 horas.

A exposição ao sol também é importante e deve ser feita de forma consciente, pois é dessa maneira que o corpo absorve e sintetiza de forma mais eficaz a vitamina D, essencial para o bom funcionamento do organismo.

Lembre-se de fazer consultas regulares ao dermatologista e tenha sempre em mãos um protetor solar de sua escolha. Prevenir é a melhor forma de se cuidar.

E você, como faz para se proteger dos efeitos nocivos dos raios solares? Conte pra gente nos comentários.


2 comentários

Rafael Gomes · 2 de dezembro de 2016 às 13:03

Olá gostei das dicas do seu site!

Vou continuar seguindo para aprender mais! Obrigado!

    Fernanda Sathler · 21 de março de 2017 às 12:47

    Oi Rafael, que noticia boa!
    Obrigado pelo comentário e por acompanhar nosso Blog. Fique ligado nas próximas publicações! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *