A ansiedade pode ser explicada como uma variante do medo, mas com algumas diferenças essenciais: o medo é o temor que sentimos diante de alguma ameaça que se manifesta no nosso presente, bastante concreta, como medo de assalto ao passarmos por uma rua escura e vazia, por exemplo. Mas superada a situação atemorizante, o medo passa, a ansiedade o precede e persiste. O transtorno de ansiedade é um problema caracterizado pelo medo exagerado. Conheça atitudes e tratamentos de como controlar a ansiedade!

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatísticos de Transtornos Mentais, a ansiedade é um temor diante de situações hipotéticas que podem acontecer (perder o emprego, por exemplo), mas que não aconteceram ainda e às vezes nem sequer chega a se concretizar. Porém, aquela vozinha no fundo do pensamento fica nos sussurrando noite e dia: “e se eu perder o emprego? E se fulano me trocar por outra? E se acontecer a terceira guerra mundial? Se meu filho começar a usar drogas? E se, e se, e se…”

A ansiedade é natural do ser humano, e está instalada no indivíduo. Mas em casos excessivos, pode se tornar um problema grave com repercussões no organismo, e apresenta sintomas como: taquicardia, ataque de pânico, suor excessivo, insônia, perda ou aumento repentino de peso e fobias. Confira no artigo a seguir atitudes e tratamentos de como controlar a ansiedade.

Maneiras de como controlar a ansiedade

O transtorno de ansiedade pode se diferenciar dentre os casos, tendo como referência o objeto ou situação temidos. Em cada caso, o profissional especializado deverá analisar a fundo as causas, ambiente e motivos para o medo exagerado. Na maior parte das ocorrências, o transtorno tem origem por algum evento traumático na infância, e afeta mulheres em maior frequência.

Existem alguns métodos naturais para manter o controle, que qualquer pessoa pode tentar. Conheça a seguir:

Respiração

Você já deve ter ouvido a frase “respire fundo que vai passar”. E esse ditado popular não deixa de ser verdade. Quando ficamos ansiosos, respiramos rápido e superficialmente. Respirações longas e mais lentas acalmam, revigorando o organismo e levando mais oxigênio aos pulmões. Não é por acaso que muitas culturas orientais mantêm a respiração em lugar de destaque (como na Índia).

Uma técnica de respiração que pode ajudar é conhecida como respiração quadrada. A técnica consiste em quatro passos, de duração equivalente. Primeiro, inspire, contando lentamente até três. Segure o fôlego e, após essa etapa expire lentamente no mesmo tempo. Permaneça sem respirar contanto até três novamente. Repita o processo até se sentir mais calmo.

Meditação

A meditação pode fazer milagres em pessoas ansiosas. Meditar modifica as ondas cerebrais de beta (estado de vigília) para alfa (relaxamento profundo, sono), que acalma o cérebro e descansa o corpo inteiro. E o melhor: com a prática, pode-se meditar em qualquer lugar, e poucos minutos de meditação diária já podem fazer toda a diferença no ânimo.

A prática contínua de Yoga é uma boa alternativa para manter-se calmo no dia a dia. A técnica ajuda também a aceitar com maior facilidade os eventos inesperados, potenciais fatores para o início de um episódio de transtorno de ansiedade. As posturas podem ajudar a melhorar a respiração, reduzir o estresse e a manter a mente relaxada.

Praticar exercícios físicos

A prática de exercícios libera um hormônio chamado endorfina, que oferece a sensação de bem estar. Além disso, a noradrenalina e a serotonina, que auxiliam a manter um humor equilibrado, também são disponibilizadas para o organismo. Os esportes podem aumentar a autoestima e autoconfiança, que são fundamentais para uma mente saudável.

Procure por atividades que relaxem, como caminhadas ao ar livre. Aulas animadas também podem fazer bem. Procure por danças aceleradas, spinning ou até Jump Class para associar o bom humor à perda de calorias.

Uso de chás calmantes

Os chás são conhecidos por seus inúmeros benefícios, sendo o principal o poder de acalmar. Chás calmantes, como camomila, erva-cidreira, melissa, têm efeitos sedativos e relaxantes. Uma indicação de uso aconselha o consumo logo antes de de dormir, para melhora do sono. Na mesma linha, para quem tem transtorno de ansiedade, é contraindicado o consumo de produtos estimulantes como café, pós de guaraná, cigarro e refrigerantes.

Nutracêuticos

Uma solução simples e uma alternativa aos temidos calmantes, que podem causar inclusive dependência, são os nutracêuticos, que são preparações farmacêuticas, formuladas a partir de produtos naturais e que possuem indicações clínicas já comprovadas contra algumas doenças.

Um nutracêuticos indicado para auxiliar no controle da ansiedade é a associação entre Passiflora + Valeriana, que possui atividade calmante, sedativa, ansiolítica e relaxante. Seu uso é recomendado como auxiliar no tratamento da insônia e em como controlar a ansiedade e estresse. Outro bom exemplo é a Relora ®, que é a combinação patenteada de constituintes ativos de plantas: o honokiol e a berberina, com eficácia comprovada de como controlar a ansiedade, agitação do sono, níveis de cortisol e compulsão alimentar relacionada ao estresse.

 

Pensamento positivo

Émile Coué, mais conhecido por ser o pai do condicionamento aplicado, fez sucesso na França no início do século 20 com o seu famoso lema: “todos os dias, sob todos os pontos de vista, vou cada vez melhor”. Você pode tentar também. Procure ouvir músicas alegres, pensar em coisas agradáveis, procure não deixar que os pensamentos ruins dominem sua mente.

Desabafe

Uma boa técnica para evitar acessos de ansiedade é o desabafo. Pode ser muito útil contar seus medos para uma pessoa de confiança, como seus amigos, ou até mesmo para psicólogos. Ao externar os problemas, fica mais fácil enfrentá-los, e uma opinião de alguém que observa a situação por fora pode ser útil e até mudar seu ponto de vista. Você verá que muitas vezes, as coisas não são tão ruins como parecem.

Lembre-se de que o transtorno de ansiedade é um problema sério, e que estas são apenas dicas que podem ajudara aliviar os episódios. Procure por um profissional especializado antes de dar início a algum tratamento, e saiba que o importante é definir a causa e encontrar uma forma de compreendê-la melhor.

E você, gostou das nossas dicas, ou conhece algum método natural para combater a ansiedade? Compartilhe com a gente!

Baixar E-Book Estresse

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *