Dor no estômago, indigestão, azia, enjoo e até vômito estão dentre os sintomas da gastrite. Embora existam tratamentos específicos para essa queimação no estômago, a alimentação influencia na indisposição. Existem entretanto, alguns alimentos que são considerados aliados por diminuírem a acidez ou facilitarem a digestão.

Conheça os alimentos que melhoram os sintomas da gastrite, e coloque-os em suas refeições.

O que é a gastrite?

A gastrite é uma inflamação estomacal combinada com a erosão da mucosa gástrica, que reveste a parede do órgão. Ela surge quando o equilíbrio intestinal é comprometido, fazendo com que o ácido responsável por dissolver os alimentos esteja em maior quantidade que o necessário, causando a sensação de desconforto.

Existem três tipos de gastrite:

  1. Gastrite Aguda: quando os sintomas se apresentam em um curto período de tempo. Os sintomas recorrentes são: desconforto durante as refeições, inchaço e queimação no estômago, soluços, gases, náuseas e perda de peso;
  2. Gastrite Crônica: quando os sintomas persistem por um longo tempo. Os sintomas são: mal gosto na boca, constipação, perda de apetite, inquietação, dores de cabeça, fraqueza, palidez e perda de peso;
  3. Gastrite Atrófica: é similar à gastrite crônica, mas leva a perda de células das glândulas gástricas, que são posteriormente substituídas por células intestinais e fibrosas. Neste caso, os nutrientes são pouco absorvidos, e há risco de resposta autoimune.

Conheça alimentos que melhoram os sintomas da gastrite

1 Chás de alecrim e hortelã

Esses dois chás, além de muito saborosos, ajudam a diminuir a acidez estomacal, motivo pelo qual melhoram os sintomas da gastrite como gases, azia e até a cólica. Para que o efeito seja percebido, o melhor é beber uma xícara de chá fresco com pelo menos 30 minutos antes de cada refeição.

O chá de alecrim também é utilizado para combater dores de cabeça, infecções e, por melhorar a circulação sanguínea no cérebro, combate o mal de Alzheimer. Além disso é um ótimo diurético e combate a ansiedade.

Por sua vez, a hortelã pode ser ingerida de diversas formas, sendo uma delas o chá. Ele é utilizado para tratar resfriados, acalmar, aliviar o estresse, cólicas, dores de garganta, mau hálito, diarreia e dores musculares.

2 Frutas

Quem tem gastrite deve evitar frutas ácidas, para não agravar os sintomas, como limão, abacaxi, laranja e outras frutas cítricas. Entretanto, algumas frutas podem ajudar a acalmar o estômago. Dentre essas estão a goiaba, maçã, banana, pera, mamão e laranja lima.

Coloque as frutas que protegem seu estômago em pelo menos três porções diárias, como por exemplo na sobremesa do almoço e do jantar, no café da manhã e no lanche da tarde. Você pode também, caso prefira, fazer suco e beber durante o dia.

3 Biomassa de banana verde

Você já ouviu falar em biomassa de banana verde? Ela é ótima para ajudar a manter as bactérias naturais do corpo vivas e em concentração equilibrada, como as do sistema digestivo, e por isso, é considerada um pré-biótico natural. Com a ingestão da biomassa, a recuperação dos tecidos lesionados em decorrência da gastrite, é mais rápida, devido a esse equilíbrio microbiótico.

Além desse benefício, a biomassa de banana pode ajudar no emagrecimento, combater a prisão de ventre e diminuir o colesterol alto.

Em alguns casos, há pessoas que produzem a biomassa e vendem pronta, mas caso você não tenha facilidade de encontrar o produto, saiba que pode fazer em casa com facilidade.

Compre bananas verdes e lave-as. Coloque dentro da panela de pressão ainda com casca. Cubra com água e deixe cozinhando por 20 minutos, após a panela começar a chiar. Depois disso, com cuidado, tire a casca e passe a polpa no processador. A massa fica bem consistente e pode ser consumida imediatamente ou congelada por até 4 meses. Para isso, coloque em saquinho ou em cubinho, como nas bandejas de gelo. Quando for usar precisará processar novamente.

Uma outra opção que pode ajudar a recompor a flora intestinal e, com isso aliviar alguns sintomas da gastrite são os Lactobacillus, que podem ser facilmente encontrados no mercado. Esse produto consiste em um mix de probióticos que favorecem o crescimento de bactérias boas no intestino.

4 Carnes brancas: frango e peixe

A Secretaria Municipal de Saúde de Campinas indica o consumo de carne branca para melhorar os sintomas da gastrite, e aconselha que carnes gordurosas e embutidos sejam evitados.

Você pode fazer o peixe ou o frango grelhado ou cozido. Prefira peixes como pescada e merluza, que não são gordurosos. Pode também fazer no forno. Caso prefira carne vermelha, opte por aquela com menos gordura, como por exemplo, o patinho e o lagarto.

5 Suco verde

O suco verde é uma boa forma de garantir todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, e é capaz de melhorar a saúde de uma forma geral. Além de atuar no funcionamento do aparelho digestivo, ele é capaz de melhorar a circulação sanguínea, retardando o envelhecimento.

Para fazer um suco rico em clorofila e aliado do estômago use folhas como salsinha e couve, que são fontes de zinco e de antioxidantes, que ajudam na recuperação do estômago. Preparar é bem fácil. Basta escolher uma das frutas citadas acima, colocar as folhas e bater bem. Você pode usar também a linhaça germinada. Para isso, coloque em um copo de água uma colher de sopa da linhaça espere 4 horas e use no suco.

Combine as dicas com uma alimentação saudável e equilibrada, a prática regular de exercícios e a um corpo bem hidratado, e melhore sua qualidade de vida!

Gostou das dicas? Qual delas você vai adotar primeiro? Conte pra gente deixando um comentário abaixo! 


2 comentários

Conheça os benefícios de 5 chás muito consumidos - BS Pharma · 12 de setembro de 2017 às 17:16

[…] dores ocasionadas a partir de contusões. Além disso, ele é capaz de melhorar alguns sintomas da gastrite, inflamação estomacal que causa grande […]

Os benefícios de 5 chás muito consumidos - BS Pharma · 13 de setembro de 2017 às 10:31

[…] dores ocasionadas a partir de contusões. Além disso, ele é capaz de melhorar alguns sintomas da gastrite, inflamação estomacal que causa grande […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *